[RP] Eyes Wide Shut

 :: H u n t e d

 :: Prisão

Ir em baixo

[RP] Eyes Wide Shut

Mensagem por Clara P. Tissot em Ter Dez 15, 2015 3:38 pm



Eyes Wide Shut
H U N T E D


✖ Usuários:  Alex R. Slaint & Laura C. Straus
✖ Status: Em andamento e restrita.
✖ Local: Refeitório.
✖ Conteúdo: Livre.
✖ Dia: Sábado.
✖ Clima:Nublado.
@DFRabelo

● ● ●

♥️ I'm a little fox ♥️

avatar
Clara P. Tissot
the boredom killers
the boredom killers

Mensagens : 38
Data de inscrição : 08/12/2015
Idade : 20
Localização : Advinha?

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Eyes Wide Shut

Mensagem por Clara P. Tissot em Ter Dez 15, 2015 4:20 pm

Eyes Wide Shut
A pequena raposa havia acordado naquela manhã um tanto relutante, olhou para o lado e notou que seu companheiro de cela já havia sumido então ela sorriu para si mesma. Espreguiçou-se na cama como uma gata manhosa, não havia nenhum conforto ali, apenas gostava de sentir cada músculo de seu corpo se alongar. Olhou para as paredes e ponderou se devia ficar um pouco mais na cama, na verdade sua vontade era de passar a metade do dia ali. Fechou os olhos por alguns instantes e depois respirou fundo, não pressa nenhuma em fazer alguma coisa, afinal, não tinha horário para nada naquele lugar. Sentia falta de sua antiga vida era fato, em um dia como aquele teria muita coisa para fazer, até mesmo as coisas mais chatas, como acompanhar sua mãe pareciam mais legais do que a ociosidade do presídio.

Não podia negar que já estava mais acostumada com o lugar, não tinha muitos amigos e nem havia interessem em sua parte de tê-los, precisava conhecer as pessoas necessárias. Na verdade, ela sentia que poucas pessoas eram boas o suficiente para terem o prazer de sua companhia. Sentia falta dos seus amigos que estavam fora da prisão, com certeza teriam algo bem interessante para fazer, alguma festa, na verdade não queria pensar para não ficar de mau humor logo pela manhã. Levantou-se, passando as mãos pelas longas madeixas loiras que caíam como cascata sobre seus ombros. Precisava ajeitar pelo menos os cabelos, uma vez que era obrigada a usar aquele uniforme listrado ridículo onde quer que fosse. Poderia estar presa naquele buraco, mas jamais perderia sua vaidade e como podia ajeitava a roupa para ter um ar pelo menos um pouco mais interessante.

Havia aprendido que aquele não era um local que ela poderia ser descuidada, a displicência poderia lhe custar muito. Afinal o que havia ali? Delinquentes de toda as formas. Ela não era uma e sabia que existiam algumas poucas almas para se salvar, mas não seria ela que testaria um por um para saber quem verdadeiramente eram. Deixou a cela ganhando o corredor, seus olhos verdes atentamente observaram as duas direções, sabia que pelo movimento que o café da manhã ainda estava sendo servido e por mais que a comida não fosse lá essas coisas precisava se alimentar. Se perguntava se ainda haveria chance de escapar daquele lugar, se algum dia seria libertada ou se conseguiria um plano de fuga bom o suficiente para conseguir escapar. Mas fugir implica que teria que viver como uma fugitiva pelo resto da sua vida.

Ao passar pelo corredor notou que alguns olhares se dirigiam para ela, alguns singelos acenos que ela respondia com sorrisos aristocráticos. Laura não havia sido criada para ser uma garota como as outras, ela havia sido criada para se tornar uma rainha e jamais perderia isso não importasse onde estivesse. Alguns a consideravam falsa e ela pouco se importava para isso, o importante era conseguir o que desejava, não era uma palavra que ela desconhecia totalmente em seu vocabulário. Ela podia perceber pelo olhar que muitos não a suportavam, mesmo assim ela sorria, pois no seu íntimo tinha certeza que tudo não passava de inveja. Ela se identificar com o pequeno grupo que se intitulava Foxes não era uma coincidência, obra do acaso. Havia encontrado pessoas parecidas com ela e se sentia bem entre eles, talvez os únicos que se salvassem naquele meio.

Quando chegou ao refeitório o lugar ainda estava cheio, Laura revirou os olhos e respirou fundo, para sua infelicidade sentiu todo o cheiro daquela comida. Como desejava estar em Paris tomando um café da manhã digno de uma princesa, mas era o que tinha para aquele momento. Pelos menos não havia fila para pegar a comida, seus olhos observaram as opções e a sua vontade era jogar tudo aquilo no lixo. Pegou um pouco de suco e algumas torradas velhas, estava bom demais para a manhã. Olhou as grandes mesas cheias de pessoas, para sua infelicidade não encontrou ninguém que conhecesse naquele horário. Novamente respirou fundo andando pelo local a procura de um lugar que pudesse ficar em paz para comer.

Suas preces foram atendidas antes do que imaginava, andou alguns metros até encontrar uma mesa que estava bem mais vazia do que as outras. Sentou-se quase na ponta, bem distante da próxima criatura que dividia a mesa com ela, pela cara de sono tinha certeza que ele não a incomodaria. Tomou um pouco de suco e colocou o copo sobre a mesa, olhando os rostos das pessoas que estavam ali. Em momentos como aquele a melancolia invadia seu íntimo a perturbando, fechou os olhos espantado as lembranças, não queria se lembrar de quem não se preocupava com ela e havia traído sua confiança de maneira tão vil. Quebrou um pedaço de uma das torradas e levou a boca, distraindo-se com o barulho que fazia ao mastiga-la. Seu olhar frio e perdido pairou pelo local enquanto sua mente mais uma vez insistia em se perder em seus pensamentos.
Notes: Nublado  Tagged: Alex R. Slaint Local: Refeitório
THANK YOU WEIRD BY LOTUS GRAPHICS EDITION!

● ● ●

♥️ I'm a little fox ♥️

avatar
Clara P. Tissot
the boredom killers
the boredom killers

Mensagens : 38
Data de inscrição : 08/12/2015
Idade : 20
Localização : Advinha?

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Eyes Wide Shut

Mensagem por Alex R. Slaint em Ter Dez 15, 2015 8:47 pm


You knew I were trouble...

Era mais um maldito dia naquele inferno, tudo se repetia várias e várias vezes, deitado estava eu enquanto olhava para o teto pensando se ainda haveria como conseguir escapar daquele lugar sem fazer muito movimento para não chamar a atenção dos malditos encapuzados que nos observavam como bestas desconfiguradas. Não era o único que tinha dons por ali e mesmo assim ninguém pareceu ousar tentar fugir do hospício paranormal. Um longo suspiro e então me impulsionei para frente me colocando a ficar sentado sobre o colchão da minha sela vendo que não havia ninguém como companheiro de cela, poderia ser algo bom, mas ao mesmo tempo ficar naquela solidão me incomodava um pouco pelo fato de minha pessoa ser um tanto comunicativa com outras. Não sou nenhum anti-social, apenas não gosto que tirem minha concentração, de resto, qualquer um que não fosse impertinente poderia ter um contato amistoso com a minha pessoa e quem sabe até mesmo poderíamos tramar uma saída daquele inferno gelado.

Me levantei tirando minha camisa e a jogando sobre a cama, minhas cicatrizes e minhas três tatuagens, uma acima do meu peitoral, outra em meu abdome e outra nas minhas costas ficavam expostas. Estava na hora de me ocupar por meia hora com a musculação como sempre fui acostumado a fazer, apenas me coloquei em posição pondo minhas mãos ao solo e estiquei meu corpo, as flexões de braço sempre dava a partida aos meus treinos. Ao todo foram cinquenta, logo passando para a parte de peitoral e mais trinta eram feitas. Pausei por um minuto contando mentalmente enquanto enxugava meu rosto com uma toalha que tinha reservada somente para mim quando eu fosse tomar banho e novamente voltei a continuar meus exercícios. Flexão de um braço apenas, quinze para cada fazendo três séries, o suor escorria por meu rosto e meus músculos fadigavam com força obrigando minhas veias saltarem pelos bíceps e e modelando meus tríceps com mais intensidade. A respiração sempre controlada e meus olhos fixos em apenas um ponto, era assim que passava meu tempo naquele lugar solitário enquanto esperava por algum momento até ser chamado para o horário de almoço.

Após meu banho vesti aquelas roupas ridículas listradas e caminhei para o refeitório vendo os demais prisioneiros se misturando entre si e tendo diálogos diversos. Alguns pareciam se conhecer e outros com certeza tiveram feito amizades por estarem na mesma cela ou pelo convívio de tempos no sanatório para mutantes. Dobrei minhas mangas deixando meus braços de fora enquanto pegava minha bandeja com as coisas que eu queria comer. Frutas, um copo de suco natural e uma tigela com algo homogêneo e amarelado, revirei os olhos lembrando dos tempos em que era acordado pelos empregados da minha casa e dava de frente com uma enorme variedades de comidas frescas e refinadas.

A maioria das mesas estavam cheias, não queria me enturmar em meio aos papos que ambos já poderiam estar levando em tempos, foi então que reparei ao fundo uma mesa que não estava cheia e com apenas alguns membros do local. Dois rapazes até saiam enquanto uma loira se sentava e dava sua primeira mordida em uma torrada, me coloquei em sua frente e educadamente perguntei:
- Poderia me sentar aqui? - olhei para ela esperando que a tal respondesse e então assenti vendo que ela havia permitido minha presença perante a sua pessoa.
Coloquei minha bandeja sobre a mesa e me sentei pegando uma maçã e a levando até a boca dando a primeira mordida. Não ousei encarar a jovem por educação, não era bonito olhar para alguém que estava comendo e ainda mais para uma linda e bela jovem que infelizmente chamou sua atenção pelos olhos claros e bem hipnotizantes.

Pigarreei por um momento e continuei a comer a maçã até finalizá-la, dei um gole em meu suco enquanto balançava minhas pernas de forma inquieto, mordi meu lábio inferior suavemente e ousei um início de papo.
- O tempo hoje está como todos os outros... Nublado. - olhei pela janela vendo as nuvens cinzentas pairando pelas grades.
- Como se algum dia fosse ficar bonito daqui de dentro. - voltei a olhar para ela lhe esboçando um sorriso sutil e sem vida.
Peguei uma banana e estendi minha outra mão para a jovem me apresentando.
- Sou Alex e me desculpe atrapalhar sua hora da comida, estou sem me comunicar com pessoas por alguns dias e não gosto muito de me sentir sozinho...
Recuei minha mão e descasquei a banana dando uma mordida inicial nela logo mastigando algumas vezes e engolindo a fruta dando uma outra mordida já a deixando pela metade.

...So shame on you now

Esse é meu post de número {01}. O tempo está {nublado}, e estou usando {uniforme de presidiário}, estou falando com {Laura C. Strauss}. Estou postando {no refeitório}. E agradeço a Lari por esse template.

● ● ●


Tell myself I wouldn't cry when you're gone, but I know it's easier said than done.
avatar
Alex R. Slaint
the boredom killers
the boredom killers

Mensagens : 11
Data de inscrição : 08/12/2015
Idade : 33
Localização : Preso

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Eyes Wide Shut

Mensagem por Clara P. Tissot em Sab Dez 19, 2015 2:40 am

Eyes Wide Shut
Estava distraída em sua mesa, o tédio era imenso e às vezes sentia vontade de ignorar tudo e simplesmente fugir. Porém fugir para onde? Sabia que não tinha para onde voltar, seu lar, sua família tudo havia se perdido. Não sentia raiva porém, sempre soubera como as coisas funcionavam em sua família, havia lugar somente para os vencedores, aqueles como Laura que tornavam-se fracassados, na melhor das hipóteses eram deserdados. Passou a mão pelos cabelos os jogando para trás, levou o copo a boca sorvendo o líquido ácido e deixou seu olhar se perder pelo lugar. Com o avanço da manhã as pessoas deixavam o lugar e ousava pensar que poderia ter um pouco de paz. Estava se habituando a ficar sozinha, antes só do que mal acompanhada. Escutou essa frase tantas vezes em sua vida que não saberia mensurar, crispou os lábios e quebrou mais um pedaço da torrada a boca, novamente mergulhando em seus pensamentos.

Ainda continuava com a mesma dúvida, precisava ocupar sua mente e seu dia com alguma coisa ou aquela ociosidade a deixaria louca em pouco tempo. Sua mente estava costumada a trabalhar todo o tempo, por um instante sentiu saudades até mesmo de palavras cruzadas para fazer. Escorou-se na parede, ligeiramente se encolhendo. Respirou fundo e pensou nas possibilidades, era um sábado e poderia aproveitar para passar um tempo na cachoeira ou no riacho. Desejava ter um bom livro para ler, desde que havia entrado naquele inferno não tinha colocado as mãos em um bom livro. Saudade de seus livros de cabeceira, até mesmo dos ensinamentos chatos de seu pai. Tinha dezessete anos e estava trancada naquele lugar, ainda tinha uma vida pela frente, coisas para descobrir e aprender, tudo havia sido interrompido de maneira brusca. Sentiu vontade socar aquela mesa, mas se conteve mordendo levemente o lábio inferior.

Somente naquele momento se deu conta do que a irritava naquele lugar. Na verdade nunca foi o lugar em si, era sensação de impotência que ele lhe causava. De ver que estava além das suas capacidades, fazer algo que pudesse lhe tirar dali. Sentiu um arrepio correr por todo seu corpo ao se dar conta que estava totalmente subjugada as normas da prisão e teria que conviver com isso o tempo que passasse ali. Seu estômago revirou em sua barriga, colocou o pedação de torrada que comia no pequeno prato, seus olhos se fecharam e respirou fundo contendo o pequeno momento de ira que quase lhe dominou totalmente. Não podia ser tola e querer brigar com o mundo daquela forma, se existisse alguma provável forma de sair dali, teria que ser meticulosa e paciente, dando um passo de cada vez para não cair.

Seus pensamentos foram interrompidos por uma voz masculina, um timbre grave e vibrante. A loira lentamente levantou seus olhos na direção do rapaz observando atentamente sua fisionomia. Ele era um pouco mais velho, mas tinha olhos interessantes, a loira deu de ombros e fez um sinal de positivo com a cabeça, indicando que ele poderia se sentar ali. Continuou com seu ritmo e tomou um pouco mais de suco, deixando o copo pela metade. Fixou seu olhar na mesa, sem encara-lo e apenas as conversas paralelas quebravam o silêncio. Não se lembrava de tê-lo visto na prisão antes, mas eram tantas pessoas que muitos rostos passavam totalmente despercebidos. Seu semblante continuava inexpressivo e seu olhar perdido, não parecia aberta a muitos assuntos e de fato naquela manhã não estava tão amistosa como o de costume. Algo realmente incomodava a loira e precisava combater, não se deixaria abater por aquele lugar.

Ainda que o silêncio perdurasse a loira notava as pernas inquietas dele tremularem sem parar, ela desviou os olhar brevemente e depois voltou ao seu silêncio. O outro porém, em um rompante começou a falar, tirando Laura novamente da meditação que se encontrava. Ela olhou pela janela assim que ele mencionou o tempo, trazendo desânimo a loira e depois voltou a encara-lo com um sorriso singelo em seus lábios rosados. Tinha alguns planos e o tempo daquela forma talvez não fosse ajudar. De forma polida levou a mão até a do homem naquele gesto tão simbólico: -  Me chamou Laura. - Respondeu com gentileza em sua voz. Ela ficou em silêncio procurando as palavras para continuar a falar depois de tê-lo escutado. Ela concordava com o que ele diz, não havia nada pior do que aquele sentimento de solidão: - Eu posso-lhe entender em partes Alex. Em alguns momentos penso que vou enlouquecer. - Completou a garota. Em alguns momentos compreendia o que ele fala e sentia, por mais que jamais demonstrasse. Ela sorriu cordialmente para ele e ajeitou alguns fios de cabelo atrás da orelha: - O começo não é fácil. - Confessou a garota encarando o rosto do rapaz enquanto recolhia sua mão.  
Notes: Nublado  Tagged: Alex R. Slaint Local: Refeitório
THANK YOU WEIRD BY LOTUS GRAPHICS EDITION!

● ● ●

♥️ I'm a little fox ♥️

avatar
Clara P. Tissot
the boredom killers
the boredom killers

Mensagens : 38
Data de inscrição : 08/12/2015
Idade : 20
Localização : Advinha?

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Eyes Wide Shut

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 :: H u n t e d

 :: Prisão

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum