[RP] water gun

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP] water gun

Mensagem por Tessa Wërtz Hoffmeister em Sab Dez 19, 2015 3:58 pm



Water gun
H U N T E D


✖ Usuários: Tessa Wërtz Hoffmeister e Malcom G. O'Connor.
✖ Status: Em andamento.
✖ Local: Riacho.
✖ Conteúdo: Livre para todos os públicos.
✖ Horário: 19:20, pôr-do-sol.
✖ Clima: Frio, nublado.
@DFRabelo

● ● ●

a heart full of love
a heart full of song
avatar
Tessa Wërtz Hoffmeister
the stuck-ups
the stuck-ups

Mensagens : 137
Data de inscrição : 18/12/2015
Idade : 22
Localização : Na beira do mar, ooh.

Ficha do Prisioneiro
Nível: 11
Experiência:
92/100  (92/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] water gun

Mensagem por Tessa Wërtz Hoffmeister em Sab Dez 19, 2015 4:19 pm

water gun
like liquid diamonds
Decerto nada ali prendia a atenção de Teresa por muito tempo. Nada fazia-a acreditar que a situação pudesse mudar, pudesse melhorar. Dormir era a melhor saída, mesmo que os sonhos fossem locupletados de cenas horrendas, e de flashes de uma vida que não mais existia. Era o que mais lhe causava tristeza, saber que aquela vida da qual tanto reclamava não era mais sua. A mesma rotina se seguia dia após dia: culpar-se, ter raiva, gritar e chorar, embora fizesse isso enquanto estivesse sozinha para não dar a ninguém a boa visão de vê-la em um momento de fraqueza. Era orgulhosa demais para isso.

Até descobrir os terrenos aos arredores da prisão, onde o ar livre poderia ser considerado como paraíso depois de tanto tempo entre aquelas paredes mofadas e escuras. Mesmo com o tempo frio, Tessa dirigiu-se para fora, sem se preocupar com o vestuário grande demais para o seu corpo pequeno. Já perdera a vergonha, uma vez que todos ali tinham de usar aqueles mesmos uniformes listrados e que fediam a dor e tortura. Enfiou-se no matagal, sujando a borda da calça com a lama, mas não parou até chegar naquele lugarzinho ao qual fora no dia anterior, sedenta de paz e algum indício de beleza natural naquele mundo de horrores.

Ao chegar, não se jogou na água. Sentou-se na beira, mirando as águas cristalinas. Podia-se ver as pedrinhas ao fundo, junto com a dança dos pequenos peixes que ousavam nadar até aquele ponto mais raso. Tessa empurrou os pés contra a água, mesmo que esta estivesse congelando como clima lá fora. Sentiu um arrepio percorrer pelas suas pernas, até chegar à nuca, onde os cabelos louros se eriçaram. Um pequeno sorriso relampejou em seus lábios rubros, mesmo que por breves segundos.
and we'll buy a beer to shotgun, and we'll lay in the lawn, and we'll be good


● ● ●

a heart full of love
a heart full of song
avatar
Tessa Wërtz Hoffmeister
the stuck-ups
the stuck-ups

Mensagens : 137
Data de inscrição : 18/12/2015
Idade : 22
Localização : Na beira do mar, ooh.

Ficha do Prisioneiro
Nível: 11
Experiência:
92/100  (92/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] water gun

Mensagem por Malcom G. O'Connor em Dom Dez 20, 2015 6:32 pm

 


Mais um dia por aqui, novamente eu acordo antes do nascer do sol, este horário é o melhor do dia, aonde reina o silêncio e a paz, todos dormem e alguns tem medo de acordar e voltar para o inferno. As pessoas costumam ter um pesadelo e acordar em um sonho, por aqui é um pouco diferente, mas para mim não é muito problema, não vejo muita diferença daqui para o mundo exterior - no mundo exterior eu acordo e convivo com animais, e aqui é a mesma coisa - . Tenho uma de minhas reflexões após acordar, imagino como era a vida das pessoas daqui antes de serem submetidas à prisão e lembro-me que as pessoas  nunca estão satisfeitas; sempre que acordam na segunda, esperam a sexta para que não trabalhem mais, no decorrer do ano esperam as férias, e aqui elas sonham em sair, mesmo que seja uma realidade impossível.

As pessoas começaram a acordar por agora, fiquei por tanto tempo em minhas reflexões que mal percebi o tempo passar, o sr. Cunningham acorda e como sempre se assusta ao ver a minha face o encarando enquanto se levanta, sempre me pergunto o porquê ele se assusta ao me ver, mas é algo irrelevante, então nunca me dei o trabalho de perguntar, arrumo minha cama e começo a me exercitar, fazendo flexões, abdominais e etc, não sou muito musculoso visto que esta nunca foi minha intensão, apenas me exercito para me manter em perfeito equilíbrio das faculdades mentais.

Agora as celas se abrem e todos se dirigem ao refeitório, no caminho consigo ver as irmãs Ivanovich, mas não interajo com elas, não tenho nada para resolver com elas por agora. Novamente como todos os dias, alguns detentos olham para mim enquanto eu faço meu percurso até ter minha refeição, os olhares sempre diferentes, alguns de estranheza por ter quase o dobro da idade de muitos, alguns de admiração - estes eu não faço a menor ideia do motivo - e os mais frágeis me olham com um certo medo.

Me dirijo aos arredores da prisão algumas horas após comer, preciso de algum descanso dessas pessoas, nunca gostei de multidões e nunca irei gostar, desta vez me dirijo a um riacho cercado por uma mata alta, afinal quem iria se preocupar em cuidar daquela vegetação? O tempo é frio, o céu está com as nuvens fechadas e acizentadas, é pôr do sol, então não terei tanto tempo para ficar aqui. Chegando avisto uma garota baixa e sorridente, parece que ainda não me notou, mas não dou a mínima para isto, desde que ela não faça nada equivocado, não precisarei me preocupar com ela; cato umas pedras e me apoio em alguma árvore, de lá eu começo a atirá-las no rio, vendo ondas se formarem.




espaço vago 
avatar
Malcom G. O'Connor
the calm before
the calm before

Mensagens : 6
Data de inscrição : 04/12/2015

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] water gun

Mensagem por Tessa Wërtz Hoffmeister em Dom Dez 20, 2015 11:08 pm

water gun
like liquid diamonds
A expressão tornou-se séria a dar-se conta do horário. Não lhe seria dado muito mais tempo para devanear na companhia somente da natureza, e, caso resolvesse desobedecer ao toque de recolher, quem podia saber o que aconteceria? Não queria testar o quão sádico, frio e assassino aquele lugar poderia ser, uma vez que presava pela sua boa saúde e pela sua vida, mais do que a de ninguém. Suspirou alto, balançando os pés dentro da água, sentindo o toque gélido da mesma, sem se importar. Seus pensamentos conturbados, todos lutando uns com os outros para ocupar a cabeça da loira, voltaram a viajar para longe, tanto que a loira perdeu a noção de espaço.

Só voltou a si quando ouviu o som plácido da água se agitando devido alguma perturbação externa. Não sabia para onde olhar primeiro, se para as margens opostas ou para o matagal atrás de si, mas os olhos pousaram exatamente no que causara aquilo. Ele era grande e aparentava ser bem mais velho que ela, e isso levou-a a entrar em estado de alarme automaticamente. Não que não tivesse visto mais pessoas naquele lugar, muito pelo contrário; e era exatamente por isso que preferia rejeitar a presença de estranhos, uma vez que alguns dos prisioneiros com os quais já esbarraram eram de criar problemas. Sentiu o coração bater mais rápido, mas ela não desgrudou os olhos dele.

Você não é daqueles que criam problemas, é? — perguntou, tentando passar segurança, por mais que o som suave de sua voz não ajudasse muito. — Porque, se for, eu posso machucar. E muito — mentiu. Não sabia controlar os dons que recebera muito bem, provocando somente pequenos estragos, nada muito impressionante. Mas era como a vida ia ali. Era preciso fingir o que não era de verdade para poder sobreviver. A pergunta lhe pareceu boba na mesma hora em que saiu de seus lábios, já que ele poderia tê-la atacado quando estava distraída. Ótimo, Tessa, ótimo, pensou consigo mesma, respirando lentamente. Mas que mal faria perguntar?  
and we'll buy a beer to shotgun, and we'll lay in the lawn, and we'll be good


● ● ●

a heart full of love
a heart full of song
avatar
Tessa Wërtz Hoffmeister
the stuck-ups
the stuck-ups

Mensagens : 137
Data de inscrição : 18/12/2015
Idade : 22
Localização : Na beira do mar, ooh.

Ficha do Prisioneiro
Nível: 11
Experiência:
92/100  (92/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] water gun

Mensagem por Malcom G. O'Connor em Dom Dez 20, 2015 11:38 pm

 


Por algum tempo, fiquei encarando a loira no rio, parecia tão frágil como uma boneca de porcelana, tão indefesa como um cachorro em dias de trovoada, que precisava recorrer às calmarias da natureza para manter o equilíbrio, é realmente uma pena, com aquela aparência que surpreende até mesmo eu, um homem frio e individualista.

A garota que parecia estar no fim de sua mocidade e começo da vida adulta, reparou minha presença após ver as ondas formadas pela pequena pedra atirada contra as águas do riacho, normalmente, eu apenas sairia dali e iria encontrar outro local para alimentar minha necessidade de solidão, mas um homem como eu não tem nada a perder aqui.

Ela mostrou-se levemente assustada, tentava me assustar, mesmo que seu rosto entregasse totalmente  sua vulnerabilidade, que em outras situações, eu poderia tirar total vantagem daquilo. Me aproximo alguns metros da garota para responder seu confronto.

- Senhorita, se fosse capaz de me machucar tanto como diz, não expressaria tanto medo em sua face como agora, e afinal, no que me seria útil ter algum problema com a senhorita?

Se bem me lembro do que ouvi dos outros detentos, parece que seu nome era Hoffmeister ou algo do gênero, nada muito importante, deve ser apenas mais uma detenta desiludida com a vida, que se pergunta todos os dias o motivo de sua estadia na prisão Hunted, mas acho que inconscientemente ela já deve ter a resposta, apenas nega para manter sua sanidade.

- Senhorita Hoffmeister, se não me falha a memória, algum motivo em especial para se encontrar por estes arredores?

O dia desde o nascimento do sol não estava com um dos melhores climas para sair, lembro-me bem de que pela manhã, o céu e os pássaros davam a entender que teriam pancadas de chuva ao decorrer do dia, claramente algo que não me perturba, o ar gélido bate em minha nuca e continuo ali, inabalável, como um grande colosso feito de rochas.



espaço vago 
avatar
Malcom G. O'Connor
the calm before
the calm before

Mensagens : 6
Data de inscrição : 04/12/2015

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] water gun

Mensagem por Tessa Wërtz Hoffmeister em Seg Dez 21, 2015 12:16 am

water gun
like liquid diamonds
A resposta que recebera fora mais que satisfatória, fazendo das boas suspeitas verídicas, e as ruins, falsas. Ao ouvi-lo, sua expressão abrandou-se automaticamente, como quem tenta corrigir um erro de última hora. Certamente sua tentativa de parecer agressiva e intimidadora não dera certo, e aquilo seria um problema futuramente caso precisasse enfrentar realmente alguém que apresentasse real perigo, como era diferente do homem ali, que, segundo seus dizeres, não via motivos para atacá-la. Entortou os lábios em um ato de impaciência consigo mesma, enquanto seus olhos verdes faiscavam com a eletricidade que corria em suas veias.

Preciso me precaver — disse, dando de ombros. Era a verdade, afinal. Um resumo do que se passava pela sua cabeça em relação àquele assunto. — Nunca se sabe da índole de pessoas que frequentam este lugar — completou, referindo-se à prisão como se fosse uma simples boate da zona mais baixa de Berlim, onde prostitutas iam. Ajeitou a postura quando o viu aproximar-se, retirando os pés da água para que pudesse encará-lo de frente.

A pergunta que se seguiu fê-la franzir o cenho. Ele havia citado seu sobrenome, e ela nem ao menos sabia quem ele era, ou como ele sabia da sua existência. Sentia-se frágil sem informações, provavelmente tal qual ele a enxergava. Abraçou as próprias pernas, tentando esquentar a si mesma naquele frio.

Não me chame pelo sobrenome. Não tenho orgulho dele — foi o que respondeu primeiro. Herdara-o de seu pai, Thorfinn, o qual não lhe era nem um pouco caro. Não queria pensar nele naquele momento, portanto apressou-se em continuar: — Me chame de Teresa, já está de bom tamanho. — Tessa soltou um suspiro inaudível ao dizer isso. Fixou os olhos no homem, sem vacilar desta vez, como fizera outrora. — Vim aqui por causa da paz — disse, respondendo, então, a pergunta que o desconhecido fizera. — Não é fácil de encontrá-la lá dentro, não concorda?

Um pássaro piou sobre um galho da árvore na qual a loira se encostava. O som pareceu estranho aos seus ouvidos, e, em outra ocasião, teria distraído-a. Entrementes, ela estava curiosa quanto ao homem que preferira tratá-la bem do que matá-la. Levou a mão até o rosto e retirou da frente dos olhos uma mecha do cabelo dourado que insistia em tapar-lhe a visão toda vez que uma brisa batia.

Perdão, eu não sei o seu nome, mas o senhor sabe o meu. Isso me deixa desconfortável, realmente.
 
and we'll buy a beer to shotgun, and we'll lay in the lawn, and we'll be good


● ● ●

a heart full of love
a heart full of song
avatar
Tessa Wërtz Hoffmeister
the stuck-ups
the stuck-ups

Mensagens : 137
Data de inscrição : 18/12/2015
Idade : 22
Localização : Na beira do mar, ooh.

Ficha do Prisioneiro
Nível: 11
Experiência:
92/100  (92/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] water gun

Mensagem por Malcom G. O'Connor em Seg Dez 21, 2015 7:40 pm

 


Senti um pouco de estranheza ao perceber a necessidade da garota em mudar o assunto quando a chamei pelo sobrenome, algo comum para mim, um jeito mais respeitoso de tratar as pessoas, creio que isso se deve ao fato de que fui educado em uma época e maneira diferentes; ela fez uma expressão digna de pena ao dizer que não tinha orgulho de seu sobrenome, mas não olho para ninguém com pena, a pessoa se sente humilhada.
- Teresa é um belo nome, mas para mim é uma completa estranha, não sei porque tanta intimidade, dizer-me o sobrenome do meio já estava de bom  tamanho.

A brisa batia de um jeito que bagunçava totalmente os cabelos dourados da garota, e ela em seguida sempre passava a mão nos cabelos para deixar as mechas em sua posição de origem. Seu olhar é um pouco confuso, não dá para saber ao certo como ela está - ora seus olhos passam um ar de tristeza, ora passam um ar de desleixo- .

O fim da tarde estava quieto, com apenas o som das águas se mexendo e as folhas balançado com o vento, até que a doce e baixa voz da garota corta este silêncio, ela confessa que estava a procura de paz naquele lugar, algo que os mais frágeis e jovens da prisão sempre almejam, pois eles necessitam da ilusão de que a prisão não é algo real, tudo não passa de um pesadelo ou um devaneio, então ela me dirige uma pergunta e a respondo brevemente. - Sim, muito barulho  - As risadas insanas, os gritos de socorro e o som do ferro das barras compõem a trilha sonora da prisão Hunted.

- O'Connor de Gales, é um prazer. - Respondo a pergunta que a garota me dirigiu, é claro que após "O'Connor" é apenas título, que não vale de muita coisa lá dentro. A garota me parecia londrina pelo seu modo de falar, mas claro que eu poderia estar enganado, afinal eu também não tenho tantas características de alguém do País de Gales, lugar que é motivo de muito orgulho para mim.

Naquele momento, por algum motivo lembrei-me de minha infância nada feliz, a garota por aparentava estar ainda um pouco abalada por causa de seu sobrenome, para deixá-la um pouco mais animada e levar adiante aquela conversa, resolve lhe fazer uma pergunta. Sento-me do seu lado numa distância em que não invadisse seu espaço e lhe faço uma pergunta enquanto fito as águas serenas do riacho. - Quer ouvir uma história, senhorita? -



espaço vago 
avatar
Malcom G. O'Connor
the calm before
the calm before

Mensagens : 6
Data de inscrição : 04/12/2015

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] water gun

Mensagem por Tessa Wërtz Hoffmeister em Seg Dez 21, 2015 8:43 pm

water gun
like liquid diamonds
Não respondeu nada ao que ele disse por primeiro, apenas comprimiu os lábios e franziu o cenho, desviando o olhar para outro lado. Ele tinha razão, de certa forma. Deveria ter percebido que não era de dar-se a tais intimidades quando ouviu seu tom de voz e suas palavras corteses. Os próprios amigos que tivera em sua infância eram assim, influenciados por pais que não viam vida além daquela que deveriam apresentar ao público. O homem à sua frente deveria ter o mesmo tipo de educação. Teresa teria de contentar-se a ouvir o sobrenome se gostaria de desenvolver uma conversa ali.

Ao ouvir sua apresentação, voltou a observá-lo de modo centrado, o semblante livre de quaisquer preocupações que poderia cultivar acerca de seu pai e de seu sobrenome. Perguntou-se internamente de deveria levantar-se e fazer uma cortesia como aquelas mulheres antigas, em seus vestidos de renda, ou se deveria estender a mão para um cumprimento breve, ou se deveria apenas falar alguma coisa. Não era muito dada ao toque, portanto optou pela última situação. Balançou a cabeça, somente, falando em tom baixo: — O prazer é todo meu, sr. O'Connor — disse, repetindo o nome do homem apenas para ouvi-lo ao som de sua voz. Gostou do tom que saíra.

A pergunta seguinte fê-la estreitar os olhos enquanto o encarava, mesmo que ele estivesse observando o riacho naquele momento. Um homem de histórias? Lembrava-se da biblioteca enorme em sua casa, e de como adorava passar horas ali, lendo contos de fantasia, sobre donzelas e cavaleiros. Eram as suas histórias favoritas na infância por passarem uma falsa sensação de que aconteceria de verdade, mas perdera o gosto por elas ao alcançar a adolescência, onde as coisas começavam a parecer mais reais. Respirou fundo, inclinando a cabeça. Não faria nenhum mal ouvi-lo. — Gostaria, sim, senhor — respondeu, mansa, apertando mais ainda o abraço que dava nas próprias pernas. — Mas que não seja triste, por favor. Tristeza já temos por demais aqui.
and we'll buy a beer to shotgun, and we'll lay in the lawn, and we'll be good


● ● ●

a heart full of love
a heart full of song
avatar
Tessa Wërtz Hoffmeister
the stuck-ups
the stuck-ups

Mensagens : 137
Data de inscrição : 18/12/2015
Idade : 22
Localização : Na beira do mar, ooh.

Ficha do Prisioneiro
Nível: 11
Experiência:
92/100  (92/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] water gun

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum