[FP] Rosalie Kröes Novacchio

Ir em baixo

[FP] Rosalie Kröes Novacchio

Mensagem por Rosalie Kröes Novacchio em Sex Dez 25, 2015 8:50 am




17RosalieK. Novacchio

Nome completo /////////////Rosalie Kröes Novacchio

Nascimento /////////////23 AGO. 1998

Nacionalidade /////////////Americana

Sexualidade /////////////Darksexual

Super-Poder /////////////Telepatia.

Medo /////////////
Hidrofobia

Faceclaim /////////////
Kendall Jenner


"Eu tô louca, eu tô crazy, tô suave, tô amazing, pode pah, aah"

PERSONALIDADE


Rosa, como é chamada por todos que a conhecem é como o apelido que se refere também à flor delicada e perfumada. A garota tem características singulares, doce, porém ácida quando ameaçada, gentil, mas rude em alguns aspectos. Seu temperamento é forte, porém ela o controla muito bem, é sensata e sabe tomar decisões em momentos de tensão, o que a marca mais é o simples fato de ser um “ying e yang” Trata as pessoas na maneira que elas a trataram, isto é, seja agradável e ela será o mais doce o possível, seja desagradável e vera o seu pior.

HISTÓRIA



Rosalie sempre foi o tipo franzino que não gostava de chamava a atenção, usava óculos fundos de garrafa, preferia ficar em seu quarto. Muitas vezes Kristina –sua irmã gêmea- a arrastava para rua, para fazer alguma atividade física o que para Rosa –como todos a chamam- era uma tortura, pois as atividades envolviam luta corporal e Rosa chorando por que Kris a machucou sem querer, mas ao contrario do que a maioria dos irmãos ela não reclamava para a mãe, Beatrice muito menos ao padrasto Benjamim. Na escola sempre andavam juntas, apesar de ter muitos amigos Rosa não gostava de multidões, pois sentia como se as pessoas entrassem em sua cabeça e berrassem, muitas vezes tendo crises fortíssimas de enxaqueca.

Com o passar do tempo, Kristina ensinou Rosalie a lutar e isso seria mais uma paixão dividida pelas irmãs, isso as uniu literalmente. Elas se davam as mãos, e suas moléculas se juntavam em uma, as transformando em uma única mulher que carrega ambos os poderes das garotas: Super-Força e Telepatia. Quando não havia a necessidade de luta, elas ainda ficavam juntas, seja em festas ou em casa com um filme qualquer e sorvete. A princípio a história de duas irmãs e da família perfeita parece um clichê, porem elas sabiam quem era seu padrasto, e sua mãe nunca escondeu o que era capaz, assim como nunca escondeu das gêmeas seus dons.

Sempre em uma fuga constante, era essa a real vida delas, quase sempre esses lugares eram possivelmente chamados de “lar doce lar”, mas algumas vezes esses lugares se tornavam campos de guerra com lutas e sangue, então as gêmeas podiam despertar a verdadeira Mulher Maravilha. Apesar de isso ocorrer com certa frequência, à primeira vez e a que marca mais, elas sabiam a pouco tempo dos poderes.

As pequenas menininhas de dez anos estavam com sua família, crente de que tudo estava bem, porém foram surpreendidas com dois homens que invadiram a pequena casa. Desde então, Benjamim, seu padrasto e também guardião das garotas, começou a treiná-las com armas brancas e lutas corporais, também ajudando as garotas a treinar seus poderes o máximo que ele conseguia.

Quando foram visitados uma segunda vez por meia dúzia de guardas, Beatrice sabia que não seria o suficiente apenas proteger as filhas, teria que se mudar constantemente, e as garotas precisaria ser seguida pelo seu padrasto vinte e quatro horas por dia, já que ele era o que deveria lhe proteger, e o que carregava as armas consigo.

Depois de sete anos nessa incessável luta, Kristina e Rosalie se sentaram e conversaram sobre suas vidas. Elas não queriam que sua mãe e seu padrasto ficassem expostos assim à pessoas perigosas, e resolveram que assim que terminassem o colégio iriam para outro país, trocar de identidade e começarem uma vida nova, sozinhas.

Seguindo o seu plano, Beatrice disse adeus à suas filhas e ao seu companheiro de manhã cedo do último dia de aula das garotas, que saíram pela porta sem olhar para trás. Kristina e Rosalie nunca realmente disseram aos seus amigos o que elas eram muito menos para onde ia depois da escola. Deixaram sua mãe e todos àqueles que ela amava para trás, apenas para proteger aquelas pessoas que elas tanto se importavam.

Tinha sido uma viajem relativamente tranquila, elas estavam de carro com seu padrasto, gastando apenas com dinheiro, e elas não encontraram um guarda se quer no caminho. Essa paz aconteceu até chegarem a 150 metros de Belize, onde Kristina, Rosalie e Benjamin começaram uma corrida contra um grupo de vinte guardas vestidos de branco.

A corrida começou com os carros, e assim que Benjamim achava que tinha despistado os dois furgões, um deles bateu ao lado do carro, fazendo o veículo capotar, mas não ferir a família. Os três saíram a pé do carro, e começaram uma corrida contra os guardas, brigando com eles quando necessário. Apesar de conseguir distrair a maior parte dos guardas para que Kristina e Rosalie conseguissem correr pelas suas vidas, Benjamin não escapou da fúria dos brancos, que quebraram seu pescoço e as garotas precisaram assistir aquilo ao vivo. Aquela foi a primeira vez que Rosalie sentiu raiva.

As garotas olharam uma para a outra, e deram as mãos, se fundindo em uma e começando uma briga contra os dezoito homens que brigavam com elas usando armas brancas. Apesar de estarem no começo do lado vitorioso, um deles as atacou por trás com uma arma de choque, e as garotas caíram ao chão, se separando enquanto sentiam seus corpos se eletrocutarem. O corpo  de Rosalie parecia estar sendo triturado, tentava  se focar, mas ela só sentiu uma agulhada em seu pescoço, sua visão ficou turva, seus olhos e cabeça cedendo aos guardas por fim desmaiando.

A ENTREVISTA




Um clarão não deixava que Rosalie abrisse direito seus olhos sem que eles ardessem. A morena tentou levantar as mãos sem sucesso, se perguntando o que estava acontecendo. Seu corpo tentava de algum jeito se livrar das amarras, porém sem sucesso, finalmente seus olhos acostumaram com a claridade à primeira coisa foi procurar por Kristina, que não se encontrava ali e a outra foi olhar em volta sem ver nenhuma alma, o desespero começou tomar conta. Sua única preocupação agora era com Kristina. De repente a porta se abriu, seus olhos arregalaram olhando rápido. Um homem entrou na sala e olhou para sua ficha, dando um sorriso. Ficou estática esperando apenas o pior, porém ele se aproximou e começou o questionário tranquilamente.  

O que você tem de único? Qual sua melhor qualidade e seu pior defeito?  
Sou uma pessoa tranquila. Qualidade?  Eu sou extremamente justa, e meu defeito é... Não conseguir agir por impulso.

Por quais motivos acha que veio para cá? O que vai fazer se eu te contar que nunca mais vai poder voltar para casa?
Por que vocês me querem e minha irmã há muito tempo, somos especiais. Eu vou voltar para casa, ou farei com que Kristina volte, nem que custe a minha vida.

Qual era a coisa mais importante na sua antiga vida e por que era isso?
Minha família é a coisa mais importante para mim e sempre vai ser.

Se defina em três palavras.  
Resistente, determinada e justa.

Qual seu maior medo e o que você faz para combatê-lo?
Minha família longe, eu pretendo matar todos vocês. Isso já esta de bom tamanho? Com certeza isso ira servir ora combater meu medo. Agora me responda AONDE ESTA KRISTINA?  

Rosalie se debateu na maca e gritava em desespero. De nada adiantou, pois a agulha começou a entrar em seu corpo. Seu corpo frágil cedeu a droga a fazendo adormecer.



● ● ●

Have you got colour in your cheeks? Do you ever get that fear that you can't shift the type...
®
avatar
Rosalie Kröes Novacchio
the calm before
the calm before

Mensagens : 25
Data de inscrição : 25/12/2015

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum