[RP] Family Ties

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP] Family Ties

Mensagem por Elish Krystvøn Bordlëtch em Dom Dez 27, 2015 1:34 am



Family Ties
H U N T E D


✖ Usuários: Cait Krystvøn Bordlëtch, Elish Krystvøn Bordlëtch e Alby Krystvøn Bordlëtch;
✖ Status: Em andamento, restrita;
✖ Local: Ponte destruída;
✖ Conteúdo: +14;
✖ Dia: Domingo, 11h da manhã;
✖ Clima: Ensolarado.
@DFRabelo


Última edição por Elish Krystvøn Bordlëtch em Dom Dez 27, 2015 2:55 pm, editado 1 vez(es)

● ● ●

Then give it up, you don't need that stress. You're still hungry for another test, Are you having fun? Oh, tell me how did it feel? Did it all get too real for you?
avatar
Elish Krystvøn Bordlëtch
the sherlock's
the sherlock's

Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/12/2015

Ficha do Prisioneiro
Nível: 03
Experiência:
50/100  (50/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Family Ties

Mensagem por Bambi Solskjær-Bøhrr em Dom Dez 27, 2015 11:51 am


family ties: cause no one but us knows
it's been a long day, without you my friend
Trazia ainda um fantasma do café da manhã consigo: um pedaço de bolo velho, simples, apenas de trigo. Era assim a comida da prisão, rançoso, bolorento, com gosto de velhice e tortura. Entretanto era tudo o que tinha, ela e também os outros prisioneiros. Se não forçassem-se a comer aquele alimento precário — talvez até mesmo sobras —, morreriam de fome antes que ficassem loucos. Na mente de Cait, aquilo poderia ser uma coisa boa, e talvez até abraçasse aquele destino de bom grado, não fosse a preocupação com o paradeiro dos irmãos. Durante os dois dias nos quais prolongava-se a sua estadia no local, ela passara confinada na cela, triste demais para ter vontade de qualquer outra coisa. Nada e nem ninguém poderia ajudá-la naquele momento. Ela precisava sentir, era o que fazia de melhor.

Descobrira havia pouco tempo a existência de lugares acessíveis fora das paredes claustrofóbicas de Hunted. Lugares pelos quais, com certas estremaduras as quais os presos não podiam contestar, Caitlyn poderia andar e voltar a  respirar normalmente. Seus pés descalços levaram-na, naquele dia, em uma direção que não visitara antes. Na verdade, não fora a nenhum dos pontos que lhe interessavam: aquele seria o primeiro. As passadas calmas fizeram-na chegar à ponte destruída que, provavelmente, poderia levá-la à liberdade, não fosse o problema da destruição. O lodo causado pela chuva cobria o chão de pedra, sobre o qual vários caixotes eram empilhados. Não teve curiosidade quanto a eles, ignorando-os e seguindo direto para a ponta.

Parou ali, frente ao desfiladeiro que se seguia, o abismo escuro e frio. Ponderou acerca de um suicídio. Não cometera nenhum delito para estar ali: não roubou, não tirou nenhuma vida. Aquela seria a primeira, e ninguém sofreria se o fizesse, nem mesmo ela mesma. Só sentiria a queda, e era provável que desmaiasse antes de chegar ao fundo. Não seria uma morte honrosa, porém seria fácil, muito mais fácil do que permanecer naquele ambiente doentio, sob o tratamento doentio de pessoas doentias. Suspirou, fechando os olhos. Sob a escuridão de suas pálpebras, com o vento batendo contra o seu corpo pequeno, a ruiva poderia jurar que estava prestes a alçar voo. E talvez estivesse mesmo.

● ● ●

And you'll find loss, and you'll fear what you found. When weather comes tearing down. There'll be oats in the water, there'll be birds on the ground. There'll be things you never asked her.


Oh, how they tear at you now
avatar
Bambi Solskjær-Bøhrr
the calm before
the calm before

Mensagens : 28
Data de inscrição : 26/12/2015
Idade : 20
Localização : Na beira do mar.

Ficha do Prisioneiro
Nível: 02
Experiência:
0/100  (0/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum