{M} Ayato Van Horster

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{M} Ayato Van Horster

Mensagem por Runaway em Qua Dez 30, 2015 9:53 am



the game start!
H U N T E D


Nome: Ayato Van Horster
Poder: Transformismo Animal
Nível: 4

Encontra-se no meio de uma antiquada arena, as fortes características de sua estruturam apontam para que ela seja romana, ou ao menos inspirada nesse povo. Você está parado bem no cento da arena, como se fosse a atração principal do espetáculo; em todas as suas direções você pode contemplar as arquibancadas lotadas de gente torcendo para sua morte. Uma trombeta é soada. Você está confuso com a situação, mas quando seus olhos focalizam uma parte da arena onde está posta sobre a a mesa algumas armas de guerra você entende o que realmente está acontecendo. Porém, o pensamento fora lento demais e o primeiro bestante já está na iminência de um ataque.

Bestante I – A criatura mais se assemelha a uma gárgula. Possui presas afiadas, tem velocidade, porém os seus reflexos são distorcidos e não enxerga muito bem. Possui asas pequenas em suas costas que lhe permite voar até três metros de altura. 02 bestantes.
Bestante II – São abelhas teleguiadas, cujo tem a habilidade de espalhar um pólen que causa tontura. Só andam em bando, são pequenas e ágeis. Não tem o intuito de picar, apenas de deixa-lo tonto até que não conseguia mais se levantar. 01 colmeia.
Bestante III – É uma monstruosa mistura de cachorro com urso, geneticamente modificado para que pudesse ter características de outros animais, como reflexo, velocidade e equilíbrio. Possui garras e presas afiadas, são pesados e ferozes. 02 bestantes.  

Narre você sendo conduzido até a sala de projeções por guardas, o local é totalmente branco e sem nenhuma mobília, você é preso em uma cadeira onde furam sua veia com uma seringa. A partir daí a simulação se inicia. É uma opção descrever ou não sua saída da sala; pode finalizar desmaiando subitamente ou vendo a projeção se dissipar.
Qualquer artigo de guerra está disponível em cima da mesa citada na narração.
Cada nível do jogo você deverá enfrentar os bestantes listados ali em cima, eles já se encontram em ordem.
Seja coerente a respeito da condição do seu personagem, do psicológico, físico e mental, leve em consideração os atributos e perícias também. Coloque-os em spoiler no final da missão.
Narre sua missão em um único post.
Qualquer coisa envie MP. Boa sorte!
@DFRabelo

● ● ●

You can't runaway

avatar
Runaway
this is our reign
this is our reign

Mensagens : 49
Data de inscrição : 27/11/2015
Localização : -

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {M} Ayato Van Horster

Mensagem por Ayato Van Horster em Sex Jan 01, 2016 7:16 pm




Gladiator




'So what if you can see. The darkest side of me. No one will ever change this animal I have become
Aquele dia havia começado cedo, sai da cela para tomar um banho de Sol, precisava receber energias para o longo dia que teria, eu estaria no dia da limpeza, teria que limpar todo o refeitório depois de cada refeição.
Após tomar meu banho de Sol, com energias renovadas, fui me trocar, colocar o uniforme da limpeza e nesse momento, enquanto cruzo um dos corredores próximos ao Refeitório, dois seguranças, vestido de pretos, estilo MIBs, me seguraram e começaram a me arrastar pelos corredores, já até imaginava o que estaria o que estava acontecendo, então nem impedi que me levassem.

Logo estávamos no local onde eu pensei que me levariam, a Sala de Projeções e como de costume, aquela enorme agulha da seringa adentrou meu pescoço, me levando à um súbito "apagão", acordando minutos depois num local totalmente diferente da onde eu estava.

Paredes enormes e feitas de pedra, talvez mármore, com detalhes bem antigos, época do Imperador César ou Alexandre, o Grande, mas sabia muito bem onde eu estava, num Coliseu, só não imaginava o por que de estar ali. Olhava para os lados, a minha volta, as arquibancadas, totalmente lotadas, sem espaço nem para transitar por ela, e bem no centro da Arquibancada, o "Camarote Real", onde o Imperador e sua família e convidados estavam, Henzo então me chama "Ei, Ayato, o que você acha que é isso?Por que mandaram a gente para cá?Aqueles vermes, eu vou matar eles." Soa então um som, de um tipo de trombeta, eu olho para o lado e vejo uma mesa surgir, e em cima da mesma armas de topos os tipos, agora eu já sabia o que estava acontecendo ali e sorri, falando com Henzo. -Cara, já sabemos o que vamos ter que fazer aqui...- Logo ouço outro som, esse irreconhecível pela minha pessoa e nem mesmo por Henzo, então me viro para trás e olho duas Gárgulas, sorrio e caminho para trás, vendo a incrível velocidade das bestas que vinham na minha direção, mas sem nenhum senso de direção e coordenação, o que facilita para mim, desviar de suas afiadas garras, que passam bem perto de mim e no mesmo instante, troco de lugar com Henzo que começa a intensificar os sentidos, aumenta as garras e caninos e uma resistência e respiração mais fortes. Com as mãos e pés no chão, Henzo começa a correr na direção das bestas e com suas garras tenta acertar as costas de uma delas, enquanto chuta a outra que está a sobrevoar a primeira besta, dando uma brecha para Henzo identificar que elas não podiam voar muito alto, mas no mesmo instante, Henzo não acerta a fera que voa e não faz nenhum dano com suas garras na outra. -Já devia imaginar, são feitas de Pedra e Mármore, talvez até mais resistente, minhas garras não vão ajudar muito, ainda bem que...- Seu olhar se direciona para a mesa que está um pouco distante dele, posicionado para correr, Henzo dá um impulso no chão e sai em alta velocidade para cima das bestas, que tentam ataca-lo com suas garras e presas, mas Henzo consegue desviar, não por completo, tendo as garras de uma delas na sua costela esquerda, mas nada grave, o que o faz prosseguir, olhando para trás vendo as feras também em alta velocidade, bem mais do que ele, porém desgovernadas, o que deixa Henzo na frente e apto a pegar uma lança de aço rapidamente, passando por cima da mesa e pegando-a, se virando e atacando a Lança na gárgula que estava mais próxima, acertando o seu peito e o perfurando por completo, matando-a, mas a segunda gárgula também pela mesa, enquanto Henzo bate as costas contra os muros do Coliseu que o faz cair lento no chão, dando tempo da besta se aproximar dele, Henzo coloca os pés na frente dele, e segura a gárgula pelo peito, empurrando-a para o alto, mas a mesma podendo voar, planou-se no ar, Henzo se levantou e passou por debaixo da mesa, confundindo a fera que tromba na mesa e a vira, derrubando uma Espada perto de Henzo, ele se levanta, vendo a Gárgula presa por uma armadilha de Urso e se contorcendo no chão para escapar da mesma, Henzo se aproxima dela e sorrindo diz. -Esse é o seu fim...- Corta o pescoço da besta, arrancando sua cabeça pra fora do corpo.

Henzo senta no chão, pouco ofegante, mas sorrindo, graças aos seus sentidos aguçados, ouviu o portão ao longo da Arena se abrir, e um zumbido surgir pelo portão, Henzo olha para o local e amplifica a visão, vendo em enxame de Abelhas virem na sua direção, todas unidas, perfeitamente coordenadas, parecendo serem teleguiadas, Henzo se levantou e pelo instinto, pegou um enorme escudo e colocou na sua frente olhou para trás, vendo alguns objetos da mesa no chão, lhe chamando a atenção um Arco e Flechas com pontas de aço, Henzo pegou-o e atrás do Escudo, começou a atirar as flechas, acertando algumas abelhas, mas nada muito efetivo, e logo as abelhas se aproximaram dele, mas Henzo notou que elas não possuíam ferrões, e sim um tipo de buraco, elas sobrevoaram Henzo e soltaram um pó em cima dele, que tentou fugir delas e do pó, mas acabou inalando o mesmo e alguns segundos depois, sua velocidade diminui, sentindo um tipo de tontura, eu então o chamei "Henzo, foi o pó, toma cuidado, se inalar uma quantidade significativa, podemos morrer, mas eu tenho uma ideia, olha para a mesa e pense como eu penso..." Henzo olha para a mesa, com a tontura mais fraca agora, ele percebe um barril de óleo, e ainda segurando o arco e flecha, olhando para a flecha, percebeu que o ferro que ficava na ponta, era inflamável, o Termite, então ele raspou no chão e vendo as Abelhas rondarem o Barril, ele atirou a flecha e acabou explodindo tudo ali por perto, explodindo as abelhas junto.

-Será que acabou?Preciso voltar para matar aqueles arrombasdos, vou acabar com a vida deles- Sentado no chão, com as costas no muro da arena, ouviu o portão se abrir novamente e dois enormes monstros, numa mistura de Cachorro e Urso, vinham em alta velocidade, quase tão rápidos quanto as gárgulas, Henzo não teve tempo de reação, graças à tontura e levanta cambaleando, vendo as duas Quimeras se aproximarem dele e acertarem o seu peito e braço direito, arrancando o mesmo do corpo, Henzo grita de dor, e seus olhos perdem o brilho -MALDITO!!!-Uma única palavra e seus movimentos começaram a se intensificar, pegou uma flecha, e atingiu a primeira Quimera nas costas que se afastou, soltando-o, Henzo então saiu correndo para a mesa, com dor, procurava algo que não tivesse explodido e achou algo que o ajudaria com facilidade, um facão com cerca de 70cm de comprimento, feito de bronze, e com só um braço, tinha dificuldades para manusear o facão, e via as duas quimeras se aproximaram com rapidez, e ao ficarem cerca de 2 metros de distância de Henzo, elas começaram a rondá-lo, Henzo ficava atento a elas, e então uma delas pulou em cima dele, que pegou o facão e deitou no chão, com a fera em cima dele, e o único braço livre, perfurou a garganta da besta e girou o facão dentro da mesma, vendo a fera cair em cima dele e o facão ficar preso na quimera. Henzo jogou a fera para o lado e se levantou, a última fera estava na sua frente, parado, encarando ele que me chamou. -Ayato, troque comigo, você deve saber o que fazer...- Troquei com ele e encarei a fera, sorrindo para a mesma e colocando a mão numa bolsa que ficava na lateral da minha cintura, pegando algumas facas de arremesso, a fera começa a correr pra cima de mim, e com uma única mão, arremesso as facas, acertando um dos olhos, a pata dianteira esquerda e raspando a jugular da fera, abrindo um buraco, mas a fera continuou e acertou meu peito e me empurrou para longe, mas ela não resistiu e caiu morta, por falta de sangue no corpo. Eu acabei desmaiando ali, sem um braço no corpo, senti a projeção se dissipar e meu braço retornar.

perícias:

Resistência a Tortura (Amador)
Rastreio (Profissional)
Furtividade (Amador)

atributos:

Destreza:4
Força:9
Inteligência:10
Carisma:1
Vigor:9





● ● ●

Ayato Van Horster
Transformismo Animal
A Fúria destrói até a Alma mais Pura e Calma que habita esse Mundo.
@CupacakeGraphics
avatar
Ayato Van Horster
the calm before
the calm before

Mensagens : 32
Data de inscrição : 07/12/2015
Idade : 25

Ficha do Prisioneiro
Nível: 05
Experiência:
23/100  (23/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {M} Ayato Van Horster

Mensagem por Runaway em Dom Jan 03, 2016 1:36 am



avaliação
H U N T E D


Bem, não tenho muito o que comentar da sua missão. Apenas tem os mesmos erros ortográficos de sempre: espaçamento desnecessário ou a falta dele, deixando algumas palavras juntas, a falta de acentuação e etc. Você pecou muito em questão de coerência na missão. Como assim acertar abelhas com flechas? Nada contra a tentar fazer isso, mas afirmar que acertou algumas foi um erro. São abelhas, embora modificadas, ainda são pequenas e você não é mestre em arco e flecha, e nem tem destreza tão elevada. Tome muito cuidado com a coerência de sua missão, certo?

Coerência Missão: 10/30
Gramática/Estrutura: 15/20
Enredo/Criatividade: 30/30
Objetivo: 20/20

75 xp.
Peça a atualização no tópico.
@DFRabelo

● ● ●

You can't runaway

avatar
Runaway
this is our reign
this is our reign

Mensagens : 49
Data de inscrição : 27/11/2015
Localização : -

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {M} Ayato Van Horster

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum