[RP] — Tonight we are victorious

 :: H u n t e d

 :: Prisão

Ir em baixo

[RP] — Tonight we are victorious

Mensagem por Maëlys Carpent. Schreave em Qui Dez 31, 2015 12:46 am



— Tonight we are victorious
H U N T E D


✖ Usuários: Maëlys Carpent. Schreave e Lariel M. Waltmann.
✖ Status: Em andamento; restrita.
✖ Local: Pátio.
✖ Conteúdo: Livre para todos os públicos.
✖ Dia: Sexta-Feira, 14:45pm.
✖ Clima: Nublado.
@DFRabelo
avatar
Maëlys Carpent. Schreave
the peaceful minds
the peaceful minds

Mensagens : 31
Data de inscrição : 23/12/2015
Idade : 20
Localização : To perdida.

Ficha do Prisioneiro
Nível: 06
Experiência:
0/100  (0/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] — Tonight we are victorious

Mensagem por Maëlys Carpent. Schreave em Qui Dez 31, 2015 1:02 am

courtyard

ANOTAÇÕES
O mundo tem muitas coisas boas a oferecer
para quem tem a ousadia de buscar.

— Mas que lugar nojento — Fiz uma careta ao ver que nem os banheiros os banheiros daquele lugar tinham uma aparência apresentável e agradável. Franzi o nariz ao sentir o cheiro forte de mijo, meu objetivo ao chegar ali era tomar banho, mas agora eu já não sabia mais se era uma boa ideia. Voltei todo o caminho que tinha percorrido e saí dos banheiros. Soltei um suspiro de alívio ao sentir o ar quase puro entrar pelos meus pulmões. Pensei em retornar para a minha cela, mas estava tão cansada daquele lugar que assim que as portas se abriam todo dia eu tratava de ficar perambulando pela prisão, pelo menos pelos lugares que eu julgava serem menos perigosos. Ainda não tinha criado coragem o bastante para explorar os arredores.

Passei pelos corredores o mais rápido que pude e me direcionei para o pátio, o lugar menos desagradável daquela gaiola infernal. Talvez os piores lugares fossem os banheiros e o refeitório, que antes de eu conhecer tinha me deixado animada, eu era apaixonada por comida e estava quase sempre faminta. Mas a comida daquele lugar era nojenta demais, acho que até um cachorro de rua recusaria aquela gororoba. Infelizmente para mim não fora tão fácil ignorar, a fome era tanta que eu aprendi a ignorar o gosto e cheiro horríveis apenas para aquietar o barulho de um estômago sedento por comida.

O pátio estava cheio de prisioneiros, cada um imerso em seu próprio grupo. Desde que havia chegado ali eram raras as pessoas que eu via transitando sozinhas. Eu, obviamente, era uma delas e não me importava muito com isso. Gostava mesmo de observar e tentar encontrar alguém que fosse digno de ter uma conversa sem arranjar brigas – como eu já vira muitas vezes acontecendo por ali –, a última pessoa com quem eu havia conversado era Cait. A garota de traços angelicais tinha se mostrado uma ótima colega, sua calma era um grande presente no meio do maremoto que era toda aquela prisão.

— Oh we gotta turn up the crazy — Cantarolei baixinho enquanto passava por entre os outros detentos, tentando não chamar atenção desnecessária. A maioria ali não aparentava ser tão amigável, mas eu estava com uma vontade absurda de conversar com alguém. Meus olhos passaram de rosto para rosto, tentando encontrar o único familiar. Ela não estava ali então só me restava achar alguém que não aparentasse ser problemático. Minha atenção acabou parando numa garota de cabelos negros, ela era uma das pessoas que estavam isoladas. Não possuía grupo. Não hesitei, fui logo andando em direção a menina. Ela estava sentada no chão e não parecia olhar para um lugar específico. Talvez fosse uma observadora como eu ou estava apenas presa no mundo dos seus pensamentos.

Parei ao lado dela e sem esperar que ela me notasse ou ao menos um convite para me juntar a ela, me sentei ao seu lado e cruzei as pernas. Ela não direcionou sua atenção para mim – o que me fez pensar se ela não estava dormindo acordada –, mas isso não me abalou e eu logo tratei de cutucar seu ombro. — Olá! — Um sorriso gentil brotou em meus lábios. — Desculpa a intromissão e interrupção da sua paz, mas te vi aqui sozinha e resolvi vir te perturbar um pouquinho — Balancei a cabeça negativamente, me amaldiçoando por ser tão cara de pau. — Não se preocupe, eu não mordo. A propósito, meu nome é Maëlys — Me apresentei e ergui a mão, estendendo-a na direção da morena num convite para que ela me cumprimentasse.

avatar
Maëlys Carpent. Schreave
the peaceful minds
the peaceful minds

Mensagens : 31
Data de inscrição : 23/12/2015
Idade : 20
Localização : To perdida.

Ficha do Prisioneiro
Nível: 06
Experiência:
0/100  (0/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] — Tonight we are victorious

Mensagem por Lariel M. Waltmann em Qui Dez 31, 2015 2:52 pm


'Cause good girls go to heaven
Look, I'm not a devil but you know I'm not an angel

Lariel não estava alí, flutuava por seus pensamentos, de certo modo se encontrava em estado vegetativo. Não reagia à presença dos outros no pátio, nenhum deles tirava sua atenção por muito tenpo. Suas lembranças de como chegara alí eram tão fracas que a dispensava e se distraía com outra coisa, mas de alguma forma havia escolhido ficar na sombra no pátio mesmo que o céu não apresentasse o sol. Don't tell me bye bye... – o murmúrio saía de sua boa sem precisar de muito movimentos, e sua mente produzia o resto da música sem que precisasse dizer em voz alta. Em um suspiro profundo, Lariel disse do que sentiria falta do mundo além da prisão.

O ombro de Lariel formigou assim que uma mão estranha a tocou, raramente alguém atravessava seu espaço pessoal tão descaradamente. A morena virou a cabeça lentamente para a garota que se apresentara, a visão deixando de embaçar aos poucos enquanto sua mente processava o que haviam dito para ela, a falta de atenção era óbvia. Seus olhos piscaram olhando para o rosto alheio e depois para a mão estendida, como se pensasse o que deveria fazer, e por fim aceitou para manter as boas aparências. — Ah. Não escutei nada. Sou Lariel. – Um leve puxada no canto de seus lábios significava que a menina tentava deixar uma expressão confortável para que a estranha não saísse na hora, não seria bem vista caso fizesse isso naquele momento.

Largou a mão da menina e encarou suas feições por uns minutos com o mesmo sorriso tosco no rosto que a deixava com uma aparência estranha. A morena não entendia muito bem porque Maëlys havia escolhido ela para perturbar se haviam outras pessoas sozinhas por aí, porém, como não gostaria de parecer mal educada, virou seu corpo de forma que pudesse olhar para a menina e também para o resto do pátio sem virar a cabeça assustadoramente. De certa forma, era estranho que viessem encomodá-la, todo o tempo pensou que pessoas como ela eram "imperturbáveis", ou seja, ninguém gostaria de interromper. Wrong way.

— O que faz? – Assim que aquelas palavras saíram de sua boca, percebeu o quão grossa parecia soar, e logo acrescentou: — Aqui estão grupos que gostam de brigar alguma das vezes, deveria ter ido à biblioteca ou outro lugar mais calmo se procurava paz. – Olhando para aquele rosto dócil da menina, Lariel se sentiu na necessidade de informá-la que aquele local era mal frequentado. Seria uma pena vê-la apanhar, não gostaria de testemunhar e logo escaparia dali, deixando-a sofrer sozinha. Pensamentos horríveis, Lariel, que decepção., dizia sua consciência, mas ninguém ficaria ali de qualquer forma se rolasse briga.
avatar
Lariel M. Waltmann
the sherlock's
the sherlock's

Mensagens : 4
Data de inscrição : 23/12/2015

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] — Tonight we are victorious

Mensagem por Maëlys Carpent. Schreave em Sex Jan 01, 2016 4:33 pm

courtyard

ANOTAÇÕES
O mundo tem muitas coisas boas a oferecer
para quem tem a ousadia de buscar.

Lariel era o nome da morena e ela não demorou muito para aceitar meu cumprimento, largando minha mão tão rapidamente quanto tinha pegado. Ao contrário do que eu esperava, a garota começou sendo meio grossa comigo. Mordi os lábios enquanto a ouvia falar, me arrependendo um pouco de ter vindo perturbar a menina. Contudo, minha expressão se suavizou e um leve sorriso se formou em meus lábios ao ouvi-la falar que eu deveria ter ido a biblioteca ou qualquer outro lugar mais calmo. Eu sabia que não tinha uma biblioteca no meio daquele inferno e tampouco haveria um lugar onde eu pudesse ficar com meus próprios pensamentos em paz, tinha a leve impressão de que cada pedaço daquela prisão tinha sido feito para nos deixar perturbados e desconfortáveis. Não havia nada de calmo – além da expressão de alguns dos detentos – ali.

— Você sabe que aqui não tem uma biblioteca, né? — Questionei, deixando que um sorriso divertido se formasse em meus lábios. — E muito menos um lugar mais calmo — Encarei o rosto dela, ela parecia estar preocupada com algo. Talvez fosse com as várias brigas que se formavam constantemente naquele pátio, já havia presenciado algumas e se pudesse não passaria mais que o tempo necessário ali. O único problema era que eu estava entediada e inquieta demais para passar o tempo trancada em minha cela, o pátio era o único lugar menos pior para se estar naquele momento. — Se está com medo das brigas que acontecem por aqui pode ficar tranquila, a menos que você fique longe da confusão não terá problemas — Dei de ombros. Estava ali há apenas uns quatro dias, mas era o bastante para que eu tivesse noção do quanto as pessoas ali poderiam ser cruéis. Tinha sempre em mente de que estávamos numa prisão e que não era todo mundo ali que costumava ser gentil ou compreensivo.

avatar
Maëlys Carpent. Schreave
the peaceful minds
the peaceful minds

Mensagens : 31
Data de inscrição : 23/12/2015
Idade : 20
Localização : To perdida.

Ficha do Prisioneiro
Nível: 06
Experiência:
0/100  (0/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] — Tonight we are victorious

Mensagem por Lariel M. Waltmann em Sab Jan 23, 2016 1:25 am


Oh girl...

O sorriso escondido da menina surgiu, o verdadeiro. Seu sexto sentido viu a sinceridade da menina em sua frente e um alívio a preencheu, a forma com que Maëlys se pronunciava sobre as brigas transpassava cuidado mesmo que para uma pessoa desconhecida. Sobre a biblioteca: obviamente não haveriam meios de se tornar menos leigo naquela prisão, estávamos fadados a sofrer em grupos, em meio a estúpidos que apenas procuravam discutir.

Lariel ainda estudava sua nova amiga por meio dos gestos, sua decisão foi de confiar naquele novo ser. Se virando para o pátio novamente, a menina encostou suas costas na parede e suspirou, ultimamente estava em modo defensivo por conta do modo com que os prisioneiros eram tratados. Nada ali a confortava, se sentia magoada em seu interior por falta de sua antiga vida. Bom, ela não retornaria mesmo que saísse, não haviam motivos para chorar.

Maëlys... Eu odeio esse chão.Era verdade,muito sem cor e monótono. Antes que a garota a olhasse torto, Lariel complementou perguntando sobre livros, um dos maiores passatempos da garota era lembrar nomes de autores cujos livros, um dia, lhes chamara a atenção. Estando longe da "civilização", este jogo servia para lhe aperfeiçoar a memória, e não esquecer de seu passado.
avatar
Lariel M. Waltmann
the sherlock's
the sherlock's

Mensagens : 4
Data de inscrição : 23/12/2015

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] — Tonight we are victorious

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 :: H u n t e d

 :: Prisão

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum