[FP] Dunkolheit Mädchen, Alina

Ir em baixo

[FP] Dunkolheit Mädchen, Alina

Mensagem por Alina D. Mädchen em Qui Jan 07, 2016 6:24 am




23Alina Mädchen

Nome completo /////////////Alina Dunkolheit Mädchen

Nascimento /////////////13 Fevereiro. 1995

Nacionalidade /////////////Inglesa

Sexualidade /////////////Feminino

Super-Poder /////////////Mimetismo Feérico

Medo /////////////
Medo de morrer.

Faceclaim /////////////
Riley Voelkel


" Eu vou dar a esse mundo miserável a rainha que ele merece!"

PERSONALIDADE



Uma mulher charmosa, prefere ser independente dela mesma, invejável e com bastante poder. Prefere a discrição, ficar quieta, observando e tomando suas próprias conclusões. Preocupa-se muito pouco com a opinião alheia. Com este jeitinho de boneca que ela possui, pode lhe enganar a olho nu. Pode se dizer que não é preciso ter um rostinho bonitinho para ser encantadora, muitos se enganam, mas não é só porque a mesma possuí uma fisionomia angelical que não vai se tornar uma grande ameaça. E a utiliza para se beneficiar no mundo, conseguindo sempre o que quer em um piscar de olhos. Alina tem os cabelos esbranquiçados, que por acaso são a parte que mais preza e cuida, e dedica mais tempo ao mesmo. Grandes olhos azuis e um belo sorriso completam a sua beleza. Sua altura é favorável e seu corpo é jovem, forte e possuí resistência. Sua pele é clara como a neve e um ar briguento.

HISTÓRIA



Alina era uma jovem até que comum em relação a todas as suas colegas de classe, se não fosse pelo seus cabelos esbranquiçados. Ela era sempre a estudiosa e prestava a atenção sempre enquanto que alguns ficavam de cochicho. Batiam nela quando mais jovem, pois ela era inteligente e eles não tinham a capacidade de entender tudo o que ela sabia, então ameaçavam-na com isso. Inocente, a prole dos Mädchen fazia tudo o que eles pediam.

Mas tudo mudou quando algo muito importante em sua vida floresceu. Descobrira que podia acabar mudando de tamanho, como uma fada. Mas, aquilo não existia. O que de fato havia acontecido com a jovem? Ela, curiosa como era, logo perguntou a mãe sofre isso e ela explicara que uma explosão no pacífico liberou radiação por todo o mundo e agora as pessoas estavam infectadas com a doença que não era de fato uma e sim uma benção para doar mutações anormais.

Isso interessou a jovem fada, ela ficara surpresa com isso. Tinha grandes poderes e responsabilidades em mãos e não iria ser mais pisada por todos agora, era ela quem comandava. Certa vez enquanto que caminhava para o colégio, dois homens vestidos de branco abordaram-na e então derrubaram ela no chão, injetando uma substância em seu corpo. Isso fez com que a jovem desmaiasse e acordasse horas depois dentro de uma sela no meio do nada. Alina não conseguia lembrar de quaisquer fatos que poderiam ter levado ela para aquele lugar.  

A ENTREVISTA



Quando tentou levantar da cama, descobriu que estava sendo amarrada por uma espécime de corrente e isso não agradou muito ela. Mas, logo um homem surgira na cela e começava a conversar com a jovem Alina. Ele era demasiado estranho, ainda mais por ter seu rosto todo coberto. Com medo de mostrar-se para todos, era o que ela pode perceber. Então ele pegara uma prancheta e entregará para que ela preenchesse.
O que você tem de único? Qual sua melhor qualidade e seu pior defeito?
- O que eu tenho de única? Provavelmente o meu cabelo, ele é natural. Muitos não nascem platinados. Acho que minha sinceridade é a minha maior qualidade e o meu pior defeito é ser lenta demais.

Por quais motivos acha que veio para cá? O que vai fazer se eu te contar que nunca mais vai poder voltar para casa?
- Certamente para abusarem de minha pessoa, já não tenho mais vida mesmo. É melhor passar os últimos minutos de minha vida em minha própria cela sem o apoio de ninguém.

Qual era a coisa mais importante na sua antiga vida e por que era isso?
- A coisa mais importante que eu tinha antes de ser considerada a estranha por todos, era o apoio de meus pais. Hoje em dia não posso confiar a eles os meus segredos.

Se defina em três palavras.
- Curiosa, elegante e maligna.

Qual seu maior medo e o que você faz para combate-lo?
- O meu maior medo até agora é o de morrer. Chegará uma hora em que tudo isso que estou vivenciando, irá desmoronar e terei a oportunidade de dizer que chegou a minha a hora de partir.

Após tudo isso, a jovem entregou a prancheta com as informações para o homem e então olhará para ele que viera na direção da jovem e olhara no fundo de seus olhos, injetando a substância novamente em seu braço, isso fizera Alina adentrar em desespero e desmaiar novamente. Parecia que o destino estava lhe rendendo um eterno castigo.

avatar
Alina D. Mädchen
the calm before
the calm before

Mensagens : 1
Data de inscrição : 07/01/2016
Idade : 21

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum