{RP} You Got a Friend In Me

 :: H u n t e d

 :: Prisão

Ir em baixo

{RP} You Got a Friend In Me

Mensagem por Kristina Kröes Novacchio em Seg Jan 11, 2016 7:54 pm



You Got a Friend In Me
H U N T E D


✖ Usuários: Kristina Kröes Novacchio & Keith Marie Pannetiere
✖ Status: Em Andamento e Restrita.
✖ Local: Banheiro.
✖ Conteúdo: Livre
✖ Dia: Sábado
✖ Clima: Nublado e Frio.
@DFRabelo

● ● ●

hurricane underneath me
avatar
Kristina Kröes Novacchio
the calm before
the calm before

Mensagens : 75
Data de inscrição : 26/12/2015
Idade : 20

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} You Got a Friend In Me

Mensagem por Keith Marie Pannetiere em Ter Jan 12, 2016 9:55 pm


Like a Phoenix

hey young blood, doesn't it feel like our time is running out? I'm gonna change you like a remix then I'll raise you like a phoenix.


Os pés de Keith batiam contra o chão conforme ela corria com a sacola nas mãos. Um sorriso largo estava estampado em seu rosto e ela queria gargalhar fortemente de sua última artimanha: ela havia se superado. Seu coração batia forte e ela sentia uma adrenalina estranha, quase distante, tomar o seu corpo. Da última vez que Keith havia se sentido assim havia sido quando ela e os meninos do time de futebol haviam invadido a escola para nadar de noite na piscina do ginásio. Havia sido uma loucura de noite e ela nunca havia tido sentimento tão forte de "quebrar as regras", mas ela havia se superado. Era como se pudesse cair e rolar no chão, soltando gargalhadas deliciosas. Estava elétrica, animadíssima.

Seus pés por fim levaram seu corpo até o banheiro, local onde havia combinado de se encontrar com Kristina que provavelmente já estaria ali. Um sorriso largo se abriu no rosto da morena quando encontrou sua amiga de cabelos curtos e então ela ergueu a sacola, mostrando o conteúdo que aparecia vagamente pelo material quase transparente da sacola, enquanto Keith movia os quadris em um rebolado brincalhão, animado e ridículo. Uma risada gostosa escapou dos seus lábios e então a morena deu um pulinho, exatamente como as cheerleaders costumavam fazer nas temporadas de futebol. Ela sentia seu coração batendo tão forte que poderia morrer.

-Eu consegui! Vamos começar com isso antes que Emily Elizabeth acorde. Ela não vai gostar do penteado novo.

Keith tirou da sacola o maço de longos cabelos negros amarrados em um rabo de cavalo e apontou para a amiga, a empurrando contra um banco de madeira velho de fedorento, posicionado no centro do salão. A sacola foi jogada contra a pia junto com o cabelo recém-roubado da cabeça de uma detenta que não era uma das preferidas de Keith e então a morena olhou para sua amiga, separando seu cabelo cuidadosamente com um peite que havia entalhado com a madeira do tronco de uma árvore. Graças ao tempo que passava na marcenaria com o pai, a menina havia se tornado boa na prática e havia acabado de fazer um ótimo pente para desembaraçar os cabelos. E as pessoas ainda reclamavam que era difícil se virar por ali.

-Eu preciso que você não se mova, ok? -Ela mandou, tirando também da sacola um pote de solução branca grudenta que ela havia confeccionado para servir como cola. Olhou para Kristina quando ela a perguntou do que se tratava a substância. -Eu esperava que você não fosse perguntar. Você não quer saber. -Ela garantiu, abrindo um sorriso de canto e passando os dedos pelos cabelos da amiga. -Só confie em mim, ok? O cabelo da Emily Elizabeth vai ficar infinitas vezes mais bonito em você do que nela.

Soltou uma gargalhada, piscando para sua amiga morena. Era hora de começar.

baby now we got bad blood, we used to be mad love. all rights to Miss!



● ● ●


hit me like a man & love me like a woman


 
avatar
Keith Marie Pannetiere
the great danger
the great danger

Mensagens : 48
Data de inscrição : 29/12/2015

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} You Got a Friend In Me

Mensagem por Kristina Kröes Novacchio em Ter Jan 12, 2016 10:20 pm



bro mance
Because when the world gets tough, And times get hard, I will always love you, I'll be your bodyguard

cause you are my bestie and if you test me (A+)


Meus pés me levavam de um lado para o outro do banheiro sujo. Eu tinha cuidado para não pisar em nenhuma mancha muito suspeita, mas eu não podia conter o sorriso em meu rosto. Eu não sabia de onde tinha surgido essa ideia, muito menos se ia dar certo, mas agora era muito tarde para dar para trás nela. Eu e Keith decidimos que estávamos cansadas das nossas próprias caras, e e ficamos encarregadas em mudar uma o look da outra. O escolhido para mim foi o alongamento das madeixas escuras, e para ela foi o clareamento dos fios.

Nós não tínhamos muito recursos, eu só sabia que iria acontecer. A morena passou pela porta e eu abri um sorriso típico de uma criança travessa. Dei um abraço em minha amiga e ela me sentou na cadeira. O banheiro não era meu lugar favorito na prisão, mas para o que iríamos fazer, era o mais perfeito. Ela me virou de costas para o espelho, e eu coloquei as mãos sobre o rosto, dando uma risadinha ansiosa.

-Pelo amor de deus, se ela vier atrás dos cabelos dela eu juro que te deixo com o cabelo verde. Verde! Juntei as sobrancelhas e olhei para a substância branca que ela tinha nas mãos e de volta para a garota, e contemplei um pouco sobre aquele líquido. -Keith, o que é isso que você vai usar pra colar meu cabelo?

Eu jurava que ia ouvir algo mais aconchegante da garota, e sua resposta não me agradou nem um pouco. Uma careta me veio ao rosto e eu soltei mais uma risada. Que se foda. Me encostei na cadeira e assenti brevemente, ficando estática em meu lugar.

-Eu sinto falta do meu cabelo longo algumas vezes. Ele era do tamanho do seu. Mas ele curto dá bem menos trabalho.

Comentei com Keith e a garota começou a mexer em meu cabelo. Eu gostava do laço que estava criando com Keith, já que minha irmã começara a se afastar um pouco de mim. Talvez fosse porque estivéssemos a muito tempo juntas, ou talvez fosse porque Rosalie tivesse descoberto sobre as mentiras que eu tinha contado para ela sobre a minha família. Um suspiro saiu de mim e eu relaxei na cadeira, esperando a garota acabar para fazer sua transformação.

-Sabe, minha irmã tem se comportado estranhamente esses dias. Não sei se é paranoia minha ou não.

Comentei com a morena e dei de ombros. Eu sabia que ela não era minha psicóloga, mas também sabia que tinha que criar um laço com ela. E o melhor modo era por me abrir.



bromance, nothing really gay about it




● ● ●

hurricane underneath me
avatar
Kristina Kröes Novacchio
the calm before
the calm before

Mensagens : 75
Data de inscrição : 26/12/2015
Idade : 20

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} You Got a Friend In Me

Mensagem por Keith Marie Pannetiere em Ter Jan 12, 2016 11:30 pm


Like a Phoenix

hey young blood, doesn't it feel like our time is running out? I'm gonna change you like a remix then I'll raise you like a phoenix.


-Digamos que a possibilidade de Emily Elizabeth vir procurar pelos cabelos dela é de 7/10, nada muito alto.

Keith deu de ombros, rindo com a amiga, por mais que no fundo a morena - e futura loira - estivesse sendo sincera. Keith sempre quis cabelos loiros, fios dourados e sempre admirou muito as meninas da sua cidade que haviam dado sorte de nascer com os cabelos claros. Infelizmente os cabelos de Keith eram o exato oposto: composto por fios grossos e negros exatamente como os do seu pai, que ela certamente amava por causa disso, mas estava na hora de virar a página. Naquele dia fazia três semanas desde que Keith havia chegado á prisão e dois dias desde que havia firmado uma aliança com Kristina, Rosalie e Zachary que desde então - mesmo com os conflitos - haviam se tornado seus confidentes e parceiros de crime. Era uma nova fase da vida para uma nova Keith e não havia nada que a impedisse de ficar loira, assim como não impedia á Kristia ter os cabelos de Emily Elizabeth.

E Keith teve sucesso em sua missão. Ela não gostava da detenta, mas sabia que ela tinha lindos cabelos e que estes ficariam muito mais bonitos na cabeça da sua amiga. Arrumar a máquina zero não foi difícil, difícil mesmo foi raspar os cabelos da menina durante o seu sono, mas Keith estava viva e agora tinha apliques de primeira para colocar em Kristina. Talvez Emily não estivesse mais assim tão bonita, mas Keith estava - sinceramente - pouco se fodendo para esse fator. Apenas queria se divertir. Um sorriso largo estava aberto em seu rosto conforme ela pegava um punhado de cola e passava sobre a ponta superior de uma mecha longa de cabelos. Ela nunca havia bancado a cabeleireira, nunca havia mudado um detalhe sequer do seu corpo, mas gostou da sensação. Se lembrou de uma vez - quando pequena - em que sua mãe havia deixado Keith trançar seus cabelos. Ela havia cantarolado o processo inteiro e quis rir ao se lembrar. Olhou para Kristina em seguida, dando um pulo.

-Pare de sentir falta do seu cabelo e da sua irmã. Vocês são irmãs, pelo amor de Deus, é o papel delas ficarem estranhas. -Keith era filha única, então não sabia ao certo, mas podia supor pelo que já havia observado com seus amigos. Abriu um sorriso, pegando uma nova mecha de cabelo. -Isso era para ser divertido! Acabei de raspar a cabeça de uma garota, estou elétrica! -Deu risada, olhando para a amiga através do reflexo do espelho enferrujado. Piscou para ela, começando então em uma espécie de rap, tirando as palavras de sua cabeça instantaneamente em uma espécie de composição relâmpago. -It's like Eminem and Dr. Dre If I loved you more I might be gay and when I'm feeling down you know just what to say.

You're my homie. Yeah ya know me. And if you ever need a wingman I'd let any dude blow me off.

Cause you're more important than the rest I confess I'm a mess if I'm not hangin' with my BFF.

You know it's true, you my female boo! Now sing the chorus with me if you're feeling the same way too.


Keith segurou o pente contra os lábios como uma espécie de microfone conforme as palavras do seu rap inventado saíam de sua boca, provocando risadas em Kris que a fazia querer rir também, mas ela se conteve. Pegou uma nova mecha de cabelo a colando contra a cabeça da amiga e sorriu abertamente. Olhou novamente para a morena pelo espelho.

-O refrão é com você, Pumba!

baby now we got bad blood, we used to be mad love. all rights to Miss!



● ● ●


hit me like a man & love me like a woman


 
avatar
Keith Marie Pannetiere
the great danger
the great danger

Mensagens : 48
Data de inscrição : 29/12/2015

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} You Got a Friend In Me

Mensagem por Kristina Kröes Novacchio em Qua Jan 13, 2016 5:40 pm



bro mance
Because when the world gets tough, And times get hard, I will always love you, I'll be your bodyguard

cause you are my bestie and if you test me (A+)


Por um minuto, a ideia de ter uma garota com pirocinese correndo atrás de mim não era algo que me agradava. Mas aí eu lembrei que a garota tinha um metro e um bis, e eu me acalmei por um minuto. As palavras de Keith eram cheias de felicidade e êxtase, o que trouxe um sorriso para o meu rosto. Ela tinha razão. Nós estávamos fazendo aquilo e era para ser divertido. Era para ser algo que iria tirar nossas cabeças da prisão por um leve minuto. Balancei a cabeça esquecendo da minha irmã e levantei uma sobrancelha quando ela começou a fazer um rap. Uma risada saiu de minha boca e esperei que ela terminasse a primeira parte, me chamando para o refrão.

Bromance, nothing really gay about it
Not, that there's anything wrong with being gay
Bromance, Shouldn't be ashamed or hide it
I love you in the most heterosexual way.

Coloquei as mãos para cima e fiz um coração, o balançando de um lado para o outro. O refrão veio em minha cabeça como se fosse uma música já criada, e eu agradeci que minha criatividade estava em alta hoje. Keith continuou com o seu rap, me tirando uma risada e logo por um momento parou, sem saber o que cantar agora.

-Agora uma ponte, me acompanhe.

Levantei o dedo indicador pensando por um breve momento o que eu poderia falar. Uma lâmpada se acendeu em minha cabeça e dei um sorriso, gesticulando com o dedo enquanto as palavras saíam de mim.

Now that I told you how I feel
Hope you feel the same way too
But if you dont, this song was just a joke
But if you do, I Love You

Dei uma gargalhada com aquilo e voltamos para o refrão, o cantando mais uma vez. Keith já estava na última mecha do meu cabelo e assim que acabou eu levantei da cadeira e falei para a menina se sentar. Um sorriso estava estampado em meu rosto, e eu olhei para a futura loira.

Mais cedo, eu tinha dado um soco na parede para conseguir entrar na enfermaria e roubar uma água oxigenada, o que mesmo machucada tinha dado um trabalho do cacete. A segurança na enfermaria era implacável, como se a maioria dos detentos fossem algum tipo de drogado que precisasse assaltar a enfermaria. Esse não era o meu caso, eu só precisava descolorir um cabelo, e essa era minha missão. Depois de ficar duas horas protestando com a moça que queria arrumar minha mão, consegui fazer com que ela saísse da sala, e escondi três garrafas de água oxigenada dentro das minhas roupas e saí dali. Com certeza, eu não seria seguida. Tinha muitas pessoas no local, e algumas que faziam baderna, chamando a atenção dos guardas para eles, não para mim. Quando eu cheguei no banheiro, ainda tive que esperar Keith por um momento, até que ela chegou com a respiração pesada por ter corrido tanto com o cabelo nas mãos.

-Pronta para virar uma loira? -Abri um sorriso para minha amiga e comecei a passar o líquido em seu cabelo. Primeiro nas pontas e subindo aos poucos, para fazer um degradê com o tempo. -Eu só espero que ele não fique laranja.

Comentei brevemente e a menina levantou levemente a cabeça me olhando com um semblante desesperado. Dei de ombros e continuei passando a substância branca enquanto tentava não me mover muito para que o cabelo secasse no lugar certo. A cola que Keith tinha feito tinha um cheiro completamente suspeito, e eu agradeci que ela não me contou como ela tinha feito aquilo. Por ser uma garota que morava no meio da mata do Canadá, eu tinha pra mim que a garota sabia se virar bem nas coisas que ela precisava improvisar.

-Em todo caso, onde você arrumou esse pente? Não precisa falar da cola, eu não quero saber de onde aquilo surgiu. -Fiz uma careta que eu sabia que ela não conseguia ver, mas eu sabia que ela tinha noção que eu estava fazendo. Enrolei o cabelo de Keith e o apoiei na cadeira que ela estava sentada. Fui para sua frente e vi o creme no cabelo da menina. -Tá linda amiga, pode ir conquistar os gatinhos agora.

Brinquei com ela e encostei na parede atrás de mim, sem encostar meu cabelo nela, e tentando também não encostar em nenhuma parte do meu corpo que não estivesse coberta com minha roupa, esperando a resposta da menina sobre minha pergunta. Eu sabia que vindo de Keith era algo estranho, mas eu já tinha acostumado... Eu acho.



bromance, nothing really gay about it




● ● ●

hurricane underneath me
avatar
Kristina Kröes Novacchio
the calm before
the calm before

Mensagens : 75
Data de inscrição : 26/12/2015
Idade : 20

Ficha do Prisioneiro
Nível: 01
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} You Got a Friend In Me

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 :: H u n t e d

 :: Prisão

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum