{DIY} Dimitri Volk Orlov

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{DIY} Dimitri Volk Orlov

Mensagem por Dimitri Volk Orlov em Qui Fev 04, 2016 1:48 pm




The Fabergé Egg Hunt
H U N T E D


✖ Usuários: Dimitri Volk Orlov
✖ Continente: Europa
✖ País: Rússia
✖ Local: Palácio de Alexandre (Antigo palácio dos Czares Russos)
✖ Clima: Inverno e Nevando
✖ Objetivo: Encontrar e roubar um Ovo Fabergé escondido por Nicolau II no Palácio, antes da queda do Império e fuga da Família Romanov.
@DFRabelo

avatar
Dimitri Volk Orlov
the boredom killers
the boredom killers

Mensagens : 75
Data de inscrição : 23/12/2015
Idade : 26
Localização : Cela 40

Ficha do Prisioneiro
Nível: 13
Experiência:
5/100  (5/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {DIY} Dimitri Volk Orlov

Mensagem por Dimitri Volk Orlov em Sab Fev 06, 2016 2:23 am




The Fabergé Egg




Sempre ouvi lendas sobre esse tal ovo Fabergé perdido no palácio dos Romanov quando era criança e vivia no orfanato e mais de uma vez eu ouvi algo parecido com isso no bordel de Madame Palova, sempre feito por bêbados ou loucos. Confesso que eu nunca dei muita atenção para isso porque quem em sã consciência poderia achar que nenhum saqueador já levou isso embora? Pô, já fazia mais de 100 anos que essa porra toda aconteceu.  De toda forma, lá fui eu usar meus dons em favor de quem controlava aquela maldita prisão.

Já faziam alguns anos que não voltava para minha terra natal, não é que eu tivesse muitos amigos por lá, mas eu tinha algumas pessoas especiais para mim no bordel em que trabalhei e vivi grande parte de minha vida. Combinei com o mandante da missão que só faria aquilo se eles me dessem ao menos uma hora com a “minha família”. Não era sempre que você fazia uma missão na mesma cidade em que cresceu. Tive que prometer não contar nada sobre a Hunted ou iriam explodir o bordel de Madame Palova e por isso colocaram microfones e uma microcâmera em minha roupa para poderem me monitorar e assim, eu não falar mais do que devia.

Apesar do pouco tempo para rever Madame Palova e meu primeiro amor.. Katrinna, trato era trato. Mas caramba, como eu queria ter mais tempo! Katrunna estava ainda mais linda do que recordava e mais madura desde a última vez que a vi, mas o seu sorriso malicioso e esperto não havia mudado em nada. Ok, eu sei que é a maior idiotice do mundo ainda ser meio apaixonado pelo primeiro amor de sua vida, ainda mais ela sendo uma prostituta, mas eu não conseguia evitar aquilo. Passado aquele momento família, fui levado em um furgão até próximo do Parque de Alexandre, onde estava o palácio. Ficava não muito longe da cidade São Petersburgo, de vinte a vinte e cinco quilômetros de lá.

Aguardamos até o cair da noite e como era inverno, nem demorou tanto tempo assim, os dias eram sempre mais curtos. Eu estava usando roupas térmicas que mantinham o calor do meu corpo, mas não eram pesadas, para que eu pudesse me locomover bem e executar minha tarefa com perfeição. No furgão me passaram uma planta atualizada do local e me forneceram alguns apetrechos high tech caso eu precisasse daquilo para quem conseguiu roubar um pingente valioso em um museu¹ com segurança máxima, não podia ser tão difícil assim entrar em um palácio que ainda estava sendo restaurado para virar um museu, mesmo se tratando de um país como a Rússia.

Quando comecei a minha jornada até o antigo palácio, já se passavam das três da manhã. A roupa escura que eu usava, somada com toda a minha habilidade de gatuno, permitiu com que eu passasse pelos poucos guardas sem muito problema. E assim que vi a entrada escondida para os calabouços do palácio, me concentrei para que me corpo atravessasse a grade enferrujada e caminhei  por um dos tuneis. A luminosidade ali era praticamente nula por não terem começado a mexer naquilo desde a fuga dos Romanov e da posterior Revolução Russa. Por sorte um dos equipamentos que me forneceram foi um óculos de visão noturna, coloquei-os e comecei a enxergar melhor o lugar naqueles tons de preto, cinza e verde. Puxava de dentro de um dos bolsos da calça a planta do palácio e putz,os caras da Hunted eram tão poderosos que aqueles túneis, teoricamente secretos, estavam descritos com perfeição na planta que me deram.  O meu único serviço seria descobrir onde Nicolau II havia escondido esse ovo maldito, pegá-lo e dar o fora dali. Fui dobrando as esquinas do túnel como o mapa me indicava. Só tinha uma coisa que o pessoal da Hunted não parou para pensar ou eles pensaram sim e queriam mais é me foder mesmo. Pensando bem, acho que a última é a situação mais provável.

Enfim, eles não me falaram que a porra dos corredores subterrâneos poderiam ter armadilhas de 1900 e bolinha. O resultado foi que acabei ativando uma delas por descuido e vi que as paredes dos corredores estavam se movendo, se estreitando. Me senti na merda de um filme do Indiana Jones! Eu precisava de dar um jeito de sair dali e rápido. Quando pude tocar ambas as paredes do túnel com as mãos, usei a força e impulso do meu corpo para escalar até o teto do túnel. Ainda concentrado, usei meu poder para atravessar o teto de pedra e foi só por um tris que não virei panqueca de Dimitri.

Eu ofegava, completamente sem ar pela tensão do momento. Tombei minha cabeça para trás por um segundo e depois vi minha perna e a calça térmica que vestia um pouco esfoladas com o atrito com a pedra, mas eu acho que dos males aquele foi o menor. Eu não fazia a menor ideia de onde estava agora, conferi no mapa que me deram e nada constava daquele espaço baixo, pequeno e apertado. Olhando com mais atenção, notei que acima de mim havia um piso do que parecia ser tábua corrida. Eu devia estar dentro do assoalho de algum cômodo e foi aí que vi algo cintilando bem fraco. Era minha imaginação ou aquele era o maldito ovo? Deus queira que fosse, porque o ar frio, empoeirado e rarefeito dali estava começando a me fazer mal.

Comecei a me arrastar pelo chão de pedra crua na direção do ponto brilhante, me esfolando um pouquinho mal nesse percurso. Quando finalmente cheguei ao ponto brilhante, eu pude tocar a coisa que sim, era o maldito Ovo Fabergè perdido! Tentei puxá-lo, mas ele parecia preso por alguma coisa. Tentei por algum tempo tirá-lo dali até que resolvi usar uma vez mais o meu poder, ainda bem que pelo menos somos treinados constantemente na Hunted, ou não sei se conseguiria usá-los tantas vezes em um pequeno espaço de tempo. O método deles pode até ser questionável, mas eu não podia negar que davam certo. O chefão deve ser um super fã de Maquiavel, afinal, para os dois “os fins justificam os meios”.

O fato é que consegui desprender o ovo de seja lá o que estava segurando ele e subir para o cômodo, ultrapassando o piso de tábua corrida. Me vi em algo parecido com um quartinho de empregada ou algo do tipo, lá havia uma cama de solteiro bastante empoeirada. Pelo visto, o Czar Nicolau não era nem um pouco bobo, além de esconder o ovo no lugar mais improvável do palácio, devia dar uns pegas em alguma empregada gostosinha. Levantei-me do chão e dei uma boa olhada no ovo de ouro incrustado com pedras preciosas. Era uma peça de arte belíssima aquela. Queria eu ter roubado um daqueles pra mim. Não que adiantasse alguma coisa ser rico se eu fosse parar naquela pocilga da Hunted, mas o Fabergè era bonito demais!

Depois de contemplar o ovo por algum tempo, escutei o relógio de pulso apitar baixo, ao olhá-lo, vi que só tinha mais alguns minutos até que mais guardas chegassem para fazer ronda no palácio. Eu precisava dar o fora dali o mais rápido que conseguisse. E por isso partir em disparada para o ponto pelo qual deveria sair, segundo o mapa que me deram. Escutei vozes alarmadas com alguma coisa e percebi que a causa do alvoroço era eu ao notar que havia uma imensa rachadura no piso, provavelmente causada por aquela armadilha no túnel. Quando cheguei ao ponto em que deveria sair, vi dois guardas conversando de forma irritada com o outro e tão logo eles me viram, já sacaram suas armas e apontaram em minha direção. A única saída que eu tinha era me lançar contra os dois e atravessá-los como se eu fosse um fantasma e torcer para que eles não me acertassem um tiro letal.

Foi exatamente o que eu fiz, pedindo a Deus que aquele plano idiota desse certo e que eu não morresse ali. Foi como se tudo estivesse em câmera lenta e é engraçado esse tipo de coisa. O seu coração bate tão rápido que os segundos pareciam parar. Sei que consegui atravessar um dos guardas, mas levei um belo tiro no ombro do outro guarda, que atirou de susto mesmo pelo o que eu conseguia fazer. Ele ficou tão atônito que deixou a arma cair no chão, me dando a chance de escapar ao atravessar a parede. Por muito pouco eu quase deixei o ovo cair das minhas mãos.

Meu ombro baleado doía pra cacete, mas eu tentava ignorar aquilo e correr para o ponto de encontro com guardas da Hunted. Um tanto sem fôlego, eu cheguei até o furgão parado e imediatamente abriram a porta para mim. Lá dentro, eu só me lembro de ter entregado o Fabergè, sentir uma picada e desmaiar dentro do furgão.


Extras:



Atributos

Destreza: 10
Força: 10
Inteligência: 08
Carisma: 01
Vigor: 10

Perícias
Furtividade - Mestre
Briga de Rua - Profissional
Armas Brancas - Profissional
Sobrevivência - Profissional

¹Missão  no Museu








Última edição por Dimitri Volk Orlov em Seg Fev 22, 2016 11:34 am, editado 1 vez(es)

● ● ●

avatar
Dimitri Volk Orlov
the boredom killers
the boredom killers

Mensagens : 75
Data de inscrição : 23/12/2015
Idade : 26
Localização : Cela 40

Ficha do Prisioneiro
Nível: 13
Experiência:
5/100  (5/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {DIY} Dimitri Volk Orlov

Mensagem por Runaway em Sex Fev 19, 2016 5:57 pm



avaliação
H U N T E D


Primeiramente, fiquei feliz por você adotar uma coerência infalível na missão a respeito de seus atributos. Se saiu muito bem, foi a melhor missão sua que já ali, e tenho certeza que foi pelo motivo de se sentir muito mais à vontade de explorar seu personagem. Notei alguns errinhos de gramática, e outras coisas bem bobas que desconsiderei. Um texto de ótima qualidade, em certos momentos poderia se aprofundar mais ao descrever as coisas, mas de uma maneira geral você conseguiu passar o que seu personagem sentia e o que acontecia a sua volta.

245 xp
+ 1 item ofensivo e 1 item comum
@DFRabelo

● ● ●

You can't runaway

avatar
Runaway
this is our reign
this is our reign

Mensagens : 49
Data de inscrição : 27/11/2015
Localização : -

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {DIY} Dimitri Volk Orlov

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum